Toyota Yaris 1.3 XL Live

Carros automáticos baratos: 11 modelos que cabem no bolso

Os carros automáticos baratos custam, em média, entre R$ 65 mil e R$ 85 mil.

Esse tipo de transmissão está cada vez mais em alta pela praticidade que oferece. Por isso, saiba quais são os modelos mais em conta do mercado.

Veja os 11 mais baratos carros com câmbio automático

A transmissão automática faz com que os carros dispensem pedal de embreagem.

Ela oferece mais comodidade na hora de dirigir, em especial, para pessoas com deficiência. Para elas, além de ser uma questão de conforto, muitas vezes, é por necessidade.

Sem o câmbio manual, as transições são mais suaves. Inclusive, esse tipo de automóvel dá mais sensação de segurança ao motorista, já que é menos um pedal para se preocupar.

Conheça os 11 modelos mais acessíveis em seguida.

Chevrolet Onix 1.0 Turbo (R$ 78.490)

Chevrolet Onix 1.0 Turbo
Fonte: CarPoint News

O Chevrolet Onix é um dos carros hatch mais vendidos do Brasil. Nessa versão, ele tem motor 1.0 Ecotec flex de três cilindros e câmbio automático de 6 marchas.

Além disso, os itens de série não deixam nada a desejar. Por exemplo, ele vem com:

  • Freios ABS com EBD;
  • Seis airbags;
  • Direção elétrica progressiva;
  • Espelhos retrovisores elétricos;
  • Tela MyLink compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Sua velocidade máxima é de 185 km/h. Por outro lado, ele chega de 0 km/h a 100 km/h em 10,9 segundos. O Chevrolet Onix possui tração dianteira e direção elétrica. É possível usar internet wi fi com dados móveis em seu interior.

A grande vantagem do Chevrolet Onix 1.0 Turbo não está só no preço. Pelo contrário, até porque ele ganha dos concorrentes no quesito itens de segurança.

Até a versão mais básica possui aviso sonoro de cinto, enquanto os 5 são de 3 pontos.

Toyota Etios Sedan X 1.5 (R$ 66.890)

Toyota Etios Sedan X 1.5
Fonte: iCarros

Logo atrás do Chevrolet Onix, vem o Etios, um dos modelos mais em conta da Toyota.

Mesmo assim, ele entrega todo o potencial da marca, em especial, no que diz respeito à qualidade e eficiência de sua mecânica.

Essa versão tem câmbio automático de 4 marchas e um motor 1.5  Dual VVT-i flex. Ainda, sua velocidade máxima é 186 km/h. Também, ele alcança 100 km/h em 12 segundos.

Por outro lado, o modelo tem desempenho levemente melhor em estradas do que na cidade. Isso porque ele não é tão eficiente em partidas e retomadas, sobretudo quando o assunto é força.

Seus itens de série incluem airbags frontais, ar condicionado e aviso eletrônico de portas abertas.

No entanto, os materiais do interior são frágeis e o revestimento dos assentos é de tecido.

Volkswagen Gol 1.6 (R$ 65.390)

Volkswagen Gol 1.6
Fonte: Motor1

Um dos carros queridinhos do público brasileiro não poderia ficar de fora dessa lista.

Em sua versão mais recente, o câmbio é automático e não automatizado. Além disso, o motor é 1.6 flex e a transmissão é de 6 marchas.

O sistema de partida a frio do Volkswagen Gol 1.6 AT é o E-Flex, que dispensa um tanque auxiliar.

Também, ele conta com 2 airbags, um para o motorista e outro para o passageiro.

Mas, o comprador terá que pagar a mais se quiser itens como:

  • Sensor de estacionamento traseiro;
  • Trava elétrica das portas com comando remoto;
  • Computador de bordo.

Esse modelo atinge os 100 km/h em apenas 10,1 segundos. Ainda, sua velocidade máxima é de 185 km/h. Por último, seu porta-malas tem capacidade para 285 litros.

Volkswagen Polo 1.6 MSI (R$ 74.390)

Volkswagen Polo 1.6 MSI
Fonte: Motor Show

Desde sua chegada ao Brasil, em 2012, o Polo se destaca por ser um compacto mais moderno.

Não é à toa que, há anos, ele entra na lista de carros mais vendidos. Além de ter bom custo-benefício, ele também tem baixos valores de reparação.

Esse modelo possui volante multifunções e computador de bordo.

O câmbio automático é de 6 marchas e o motor 1.6 16V MSI chega a 100 km/h em 9,9 ou 9,6 segundos. Isso porque o desempenho varia usando gasolina ou etanol.

As máximas são 187/192 km/h.

Os itens de segurança não incluem airbags de cortina. Mas, ele conta com os frontais e laterais.

Enfim, ele traz ar condicionado automático, direção elétrica e sistema de som com entrada USB e conexão bluetooth.

Nissan Versa V-Drive 1.6 Plus (R$ 61.490)

Nissan Versa V-Drive 1.6 Plus
Fonte: Motor1

Como é de se esperar de um sedã, o V-Drive tem amplo espaço interno. Também, seu porta-malas é de 460 litros, volume interessante pelo seu preço.

Aliás, esses são alguns dos maiores atrativos desse modelo. Em especial, se compararmos com outros similares.

O motor 1.6 16V atinge até 187 km/h e chega a 100 km/h em 11,6 segundos.

Por outro lado, ele possui câmbio CVT, um tipo de transmissão automática. O sistema de freios é ABS e o modelo vem com assistência de frenagem.

Seus itens de série incluem ainda ar condicionado, computador de bordo e vidros elétricos.

Em síntese, o V-Drive é um dos carros automáticos mais baratos da categoria.

No entanto, ele concorre diretamente com modelos fortes como:

  • Fiat Grand Siena;
  • Renault Logan;
  • Fiat Cronos;
  • Chery Arrizo 5.

Peugeot 208 Active 1.6 (R$ 79.990)

Peugeot 208 Active 1.6
Fonte: Motor Show

O Peugeot 208 Active não é um dos carros famosos pelo seu espaço interno. Logo, com essa versão não é diferente: até o porta-malas tem apenas 265 litros de capacidade.

Por isso, ele não é tão competitivo, apesar de estar entre os carros automáticos mais baratos.

Com motor flex, o Peugeot 208 Active 1.6 possui câmbio automático de 6 marchas.

Seu desempenho é bem satisfatório, já que chega a 190 km/h. Além disso, sua aceleração a 100 km/h leva 12 segundos.

No quesito conforto, o modelo traz ar condicionado digital e volante multifuncional. Ainda, ele vem com central multimídia, Apple Carplay e Android Auto.

Volkswagen Voyage 1.6 (R$ 70.390)

Volkswagen Voyage 1.6
Fonte: Motor Show

Assim como o Volkswagen Gol, o Voyage vem com itens de série bem básicos.

Então, se o consumidor estiver buscando algo mais sofisticado, terá que investir cerca de R$ 6.500 a mais. Por essa razão, é importante ficar atento ao preço final, incluindo os extras.

Seu espaço interno não chama a atenção, mas o porta-malas é de 480 litros. Os recursos praticamente cobrem somente as novas exigências da legislação brasileira. Por exemplo:

  • Airbags frontais;
  • Os 5 cintos de segurança de 3 pontos;
  • Encosto de cabeça em todos assentos;
  • Isofix.

Nessa versão com motor 1.6, a transmissão é automática, com conversor de torque.

A direção hidráulica se comporta bem na velocidade máxima, de 190 km/h. Aliás, o modelo vai de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos.

Honda Fit Personal 1.5 (R$ 68.190)

Honda Fit Personal 1.5
Fonte: Autoo

O maior diferencial do Honda Fit é o recurso Magic Seat. Trata-se de um sistema no qual o usuário pode retrair os assentos traseiros para ganhar mais espaço.

Há 3 posições disponíveis, assim, o porta-malas pode chegar a impressionantes 1045 litros de capacidade.

Seus itens de segurança incluem Isofix, dois airbags frontais e freios ABS. Mas, em questão de conforto, ele traz ar condicionado manual, piloto automático, entre outros.

A caixa automática é do tipo CVT em conexão com o motor 1.5.

Em primeiro lugar, ele chega a 100 km/h em 12 segundos. Por outro lado, sua máxima é de 172 km/h.

Dessa maneira, é uma excelente opção tanto para cidade, quanto para estrada.

Chery Tiggo 2 Smile 1.5 (R$ 72.490)

Chery Tiggo 2 Smile 1.5
Fonte: Motor1

Presente há pouco tempo no Brasil, a Chery luta para conquistar seu lugar no mercado. Por isso, ela oferece modelos competitivos como o Tiggo 2.

Assim, até as versões mais básicas têm itens de série que são opcionais nos concorrentes.

Alguns deles são, por exemplo:

  • Sensor de pressão dos pneus;
  • Lanternas de LED;
  • Computador de bordo;
  • Vidros elétricos.

Apesar dos recursos acima, o motor 1.5 com caixa automática deixa a desejar.

Em primeiro lugar, o câmbio conta com 4 marchas. Depois, a velocidade máxima é 175 km/h, enquanto a aceleração a 100 km/h leva 15 segundos.

Toyota Yaris 1.3 XL Live (R$ 69.490)

Toyota Yaris 1.3 XL Live
Fonte: Motor1

O Yaris tem nada mais nada menos que 5 versões hatch e 4 sedãs. Por isso, os preços variam entre R$ 81 mil e R$ 103 mil aproximadamente. Ainda, todas contam com câmbio automático tipo CVT.

Entre os carros automáticos mais baratos, está o Toyota Yaris 1.3 XL Live.

Trata-se do hatch mais acessível dessa linha. Portanto, ele tem o motor mais fraco, em comparação com os demais, que são 1.5. Mas, a transmissão é Multidrive CVT, com 7 marchas.

A lista de itens de série é bem completa, mesmo nessa versão mais básica. Além de computador de bordo integrado ao volante e faróis com acendimento automático, ele vem com:

  • VSC;
  • TRC;
  • HAC;
  • Cruise control.

HB20 Platinum AT 1.0 Turbo (R$ 74.590)

HB20 Platinum AT 1.0 Turbo
Fonte: Hoje em Dia

Um dos carros mais populares do Brasil, o HB20 está desde 2012 no mercado nacional. O modelo Platinum com motor 1.0 Turbo GDI tem câmbio automático de 6 marchas.

Aliás, ele tem bons níveis de aceleração:

  • Atinge 100 km/h em 10,7 segundos;
  • Tem 190 km/h de máxima.

Em termos de tecnologia e conforto, o carro conta com piloto automático, partida por botão e Smart Key.

Enfim, a direção é elétrica e há airbags frontais e laterais, sendo 4 em total.

Carros automáticos baratos valem a pena?

A maioria dos carros dessa lista são modelos de entrada das marcas. Mas isso não tira seus méritos, já que há uma variedade de opções – e, afinal, nenhum deles é tão barato assim.

Alguns são mais espaçosos, outros possuem melhores motores. Tudo depende da necessidade do motorista e do nível de conforto que ele busca.

Além disso, muitos desses modelos estão entre os que menos sofrem desvalorização. O Hyundai HB20, o Honda Fit, o Volkswagen Polo e o Toyota Yaris são alguns exemplos.

Em comparação com os manuais, os automáticos trazem mais praticidade. Em especial, para circular nas grandes cidades, com trânsito intenso.

Portanto, vale a pena investir um pouco mais neles e aproveitar tudo o que os carros automáticos baratos podem oferecer.