loader image

Carros do Velozes e Furiosos: Conheça as Máquinas da Franquia

Sempre teve a curiosidade de saber quais são os carros do Velozes e Furiosos? Então chegou no lugar certo!

Nesse artigo, vamos mostrar os principais modelos que já passaram na telona com a franquia e dar mais detalhes sobre os destaques de cada um dos filmes.

Ao longo de 9 filmes diretos, e mais algumas produções paralelas, a franquia Velozes e Furiosos mostrou modelos realmente admiráveis.

E o mais interessante é que são uma mescla entre diversos estilos, com muitas marcas famosas.

Principais carros do Velozes e Furiosos

De uma forma geral, dois grandes destaques que a franquia possui, por serem os veículos iniciais da série de filmes, são os dos atores principais.

Dominic Toretto, interpretado pelo ator Vin Diesel, imortalizou o emblemático Dodge Charger R/T 1970, sendo basicamente o mais relevante de todas as produções.

Os Dodges o acompanharam por toda a produção, em todos os filmes que ele participou, sendo sua marca registrada.

Já Brian O’Conner, vivido pelo já falecido ator Paul Walker, deixou sua marca com o seu Toyota Supra RZ Mark 1995.

Ele tinha esse estilo mais moderno e manteve a preferência pelos esportivos até quando faleceu.

Velozes e Furiosos 1

Charger R/T 1970
Fonte: Quatro Rodas

Como mencionado, por ser o filme inicial, esse é o que traz mais lembranças para o público e que conta com os veículos mais renomados.

Nesse caso, começando pelo próprio Charger R/T 1970, do Toretto, trata-se de um modelo Chrysler, da segunda geração.

Ele possuía um motor V8 440, com uma ótima potência de arranque, contribuindo bastante para a formação do personagem do Vin Diesel.

Com uma pegada totalmente diferente, sendo um modelo esportivo targa, o Toyota Supra do Brian tinha 325 cavalos de potência, levando apenas 4,6 segundos para chegar aos 100 km/h.

Outro veículo utilizado por ele nessa primeira produção foi o Mitsubishi Eclipse 1995.

+ Velozes e + Furiosos

Nissan Skyline GT/R
Fonte: Motor Show

Quem assistiu ao segundo filme da franquia deve se lembrar de um belíssimo veículo vermelho que dá início aos trabalhos logo nas primeiras cenas.

Pois bem, para quem queria saber que carrão era aquele, trata-se de um modelo japonês, o Nissan Skyline GT/R, de 1999.

Ele possuía uma boa potência, com 332 cavalos, e foi um dos grandes destaques em relação aos demais.

Outro nome importante que também merece referência é o carro amarelo da Mitsubishi, o Lancer Evolution VII 2002, que apareceu bastante.

Desafio em Tóquio

Chevrolet M. Carlo 1971
Fonte: Revista FullPower

Se nos dois primeiros filmes os veículos japoneses conseguiram ganhar muitas aparições, no 3º, então, nem se fala. Afinal, a obra se passou meio que em uma curva paralela e aconteceu realmente no próprio Japão.

A ausência dos atores principais nessa produção não agradou muito o público, mas as máquinas sim. Por lá, apareceram nomes relevantes entres os carros do Velozes e Furiosos.

O primeiro veículo a chamar a atenção é o Chevrolet M. Carlo 1971, que surge ainda na primeira cena. Esse é um modelo com motor V8, com 250 cavalos de potência.

Na obra, são os drifts que basicamente dominam o enredo, quase que como sendo o personagem principal.

A Nissan foi quem realmente tomou conta, com o 350Z, de 310 cavalos, e o Nissan Silvia, de 250 cavalos.

Velozes e Furiosos 4

Chevrolet Chevelle SS
Fonte: Wikipedia

Para a alegria dos fãs, Dominic Toretto e Brian O’Conner voltam à cena novamente, e mais furiosos do que nunca.

Nesse filme, um dos grandes destaques vai para o Chevrolet Chevelle SS, outro 1970, com o qual o Toretto começa logo abrindo a produção.

O veículo ganhou bastante relevância nas mãos do ator, que tem grande apreço por modelos mais clássicos. Ele possuía um motor V8, com 360 cavalos.

Mais um que também conseguiu se destacar foi o Chevrolet C-Series, uma picape de segunda geração.

Outro modelo de segunda geração que teve relevância foi o Buick G. National, com motor V6 e 203 cavalos.

Esse é o veículo que fez a cena junto com o tanque, estando presente em um dos momentos mais emblemáticos da franquia.

Operação Rio

Ford Maverick
Fonte: Revista Carro

Para os brasileiros, o filme mais especial de todos é exatamente o quinto. Afinal, a produção escolheu o Brasil para fazer toda a filmagem, mais precisamente o Rio de Janeiro.

A presença de nomes importantes do cinema, como o The Rock, também é um ponto a se destacar.

Quanto aos carros do Velozes e Furiosos, vale a pena referenciar a VW Kombi e o  Ford Maverick.

Outro Skyline GT/R da Nissan aparece também, sendo agora o de 1971, e protagoniza o feito de subir a favela.

Infelizmente, ao contrário do que se podia imaginar, os veículos de produção brasileira não apareceram. Assim, todos os carros eram mais americanizados realmente.

Velozes e Furiosos 6

Jensen Interceptor
Fonte: Quatro Rodas

A partir do Operação Rio, as produções já começam a ganhar uma roupagem mais nova, mas é neste filme que os carros do Velozes e Furiosos ganham outra cara.

Como mencionado, eram os veículos japoneses que mais apareciam, mas os ingleses começaram a se destacar mais.

O Jensen Interceptor, por exemplo, é um dos ícones, como um motor V8 de 335 cavalos. O carro é um modelo produzido por volta da década de 60.

Assim como Jensen, o Ford Escort, modelo RS 2000, com motor de 101 cavalos, também era inglês.

Toretto surge na saga com o Dodge Challenger SRT, novamente com o modelo que o personagem imortalizou. O veículo possui 478 cavalos.

Ele também pilota um Dodge Daytona nesse filme.

Velozes e Furiosos 7

Dodge Challenger SRT Hellcat
Fonte: Motor1

Um dos destaques do antepenúltimo filme da franquia é o Dodge Challenger SRT Hellcat, um dos mais potentes no período. Para isso, contava com um motor V8 de 717 cavalos.

Afinal, Toretto não consegue realmente deixar de lado o seu veículo, e manteve o mesmo padrão que nos filmes anteriores.

Além dele, a Ferrari 458 Itália também é outra que merece uma menção, também com um motor V8, mas com 570 cavalos.

Mesmo assim, chegava a uma velocidade de 0 a 100 em cerca de 3,4 segundos, atingindo 325 km/h em sua velocidade máxima.

Por fim, o último destaque da obra vai para o Chevrolet Camaro 1967, representando um dos modelos mais conceituados da história.

O carro possuía cerca de 400 cavalos e também não ficava para trás dos demais exemplares.

Vale lembrar que foi justamente esse sétimo filme que marcou a saída de Paul Walker da franquia. Como mencionado, o ator faleceu e acabou não se despedindo do seu personagem como deveria.

Velozes e Furiosos 8

Lamborghini Aventador LP 740-4
Fonte: Heather Ballentine

Na penúltima produção, quem roubou a cena realmente foi o Dodge Ice Charger, dirigido por Toretto.

Ele aparece com muitas adaptações para conseguir correr no gelo da Islândia, mas consegue manter uma boa performance.

Quem não se deu tão bem com o gelo foi o Lamborghini Aventador, que mesmo com seus 600 cavalos de potência demonstrou dificuldades.

Antes disso, porém, os personagens passaram ainda por Cuba, onde o destaque vai também para o Ford Fairlane, que conseguiu mostrar todo o seu potencial nas ruas cubanas.

Esse filme conta com essa peculiaridade de ter rodado bastante o globo, por isso, deu para conferir carros dos Velozes e Furiosos em países diferentes.

Nos Estados Unidos, é o AMG GT, de 510 cavalos, que chama mais atenção, mas há também outras boas opções.

Velozes e Furiosos 9

Apollo Intensa Emocione
Fonte: TurboSquid

Por fim, o último filme de Velozes e Furiosos lançado nos cinemas conseguiu trazer também ótimos modelos para as telonas.

O Apollo Intensa Emocione, por exemplo, possui um design inconfundível e uma cor preta única, apenas com detalhes dourados nas rodas.

Além da beleza, a potência também agrada bastante, já que são nada menos que 791 cavalos.

O Pontiac Fiero é outro que merece uma boa referência, já que mostrou ser um veículo realmente veloz.

O carro é da década de 80 e no filme aparece com um foguete engatado sobre ele, deixando-o com um visual bem chamativo.

Para quem gosta de picapes, o Jeep Gladiator também conseguiu se destacar com seu motor de 280 cavalos.

Velozes e Furiosos: Hobbs e Shaw

McLaren 720S
Fonte: McLarem Automotive

Um bônus para quem gosta da franquia e dos carros de Velozes e Furiosos é o filme Hobbs e Shaw.

De uma forma geral, ele não é um lançamento que faz parte realmente da saga, mas se encaixa no enredo da história.

É algo mais paralelo, com alguns dos atores que integram as últimas produções, sendo focado realmente na história das famílias Shaw e Hobbs.

Ian Shaw, interpretado por Jason Statham, é o vilão de Velozes e Furiosos, e Luke Hobbs, que é o personagem de Dwayne Johnson (The Rock) e também faz parte desde o “Operação Rio”.

Apesar da ação ser o cargo chefe do filme, os carros também conseguem se destacar.

O Ian pilota uma McLaren 720S, tornando o veículo o principal modelo a se referir. Com seu motor V8 biturbo e seus 720 cavalos, o carro não deixa a desejar na pista.

Prova disso é que consegue atingir a velocidade máxima de 340 Km/h, e vai de 0 a 100 em apenas 2,9 segundos.

Gostou? Leia mais conteúdo relacionado aqui no Review Auto.