Honda Fit

Carros com Câmbio CVT: 5 Modelos de Ótimo Custo Benefício

Os carros com câmbio CVT vêm ganhando cada vez mais notoriedade entre os motoristas do mundo inteiro.

Dirigibilidade mais fluida e carros mais econômicos são os principais atrativos do câmbio. E foi pensando nisso que nós decidimos trazer os modelos equipados com câmbio CVT com o melhor custo-benefício.

Então, se você está pensando em trocar o seu carro ou adquirir o seu primeiro automóvel, fique ligado nesta lista e nas nossas informações.

Temos certeza de que ela servirá de grande ajuda para você poder encontrar um modelo que supra todas as suas necessidades.

Leia também sobre:

O que é o câmbio CVT: o conceito e a história do câmbio revolucionário

Antes de irmos direto à nossa lista, decidimos falar um pouco da história fascinante do câmbio CVT.

Afinal, se trata de um dos mais revolucionários da indústria automobilística, tornando-se o queridinho de muitos motoristas espalhados pelo mundo.

Idealizado por Leonardo da Vinci no ano de 1490, o câmbio de transmissão continuamente variável (continuously variable transmission, ou CVT) consiste em um câmbio de variedades infinitas de marchas.

Tudo isso graças às suas duas polias de tamanhos distintos, ligadas por uma correia metálica de altíssima resistência, substituindo as engrenagens padrões.

As polias têm duas classificações: “principal” e “secundária”.

A polia principal é ligada diretamente ao motor pelo conversor de torque, enquanto a polia secundária está ligada ao sistema diferencial.

Apesar do conceito do câmbio ter sido idealizado no final do século XV, o CVT só foi patenteado em 1886, passando por diversas requisições ao longo dos anos.

No ano de 1958, a empresa Daf, muito conhecida pelos seus caminhões, foi a responsável por criar o primeiro automóvel que tornaria possível a utilização do câmbio CVT na indústria automobilística.

Estamos falando do Daf 600, que contava com um câmbio Variomatic, predecessor do CVT.

Entretanto, no ano de 1989 foi lançado o Subaru Justy GL, o primeiro carro com câmbio CVT produzido nos Estados Unidos.

A principal diferença entre o câmbio CVT para o câmbio automático e o câmbio manual

Não seria mentira dizer que a única diferença entre o câmbio CVT para os demais é a ausência das engrenagens de transmissão presentes em modelos de câmbio manual ou automático, ou de dupla embreagem.

No entanto, há outras particularidades e características presentes nos outros câmbios que acabam por torná-los distintos entre si.

Por exemplo: a presença da embreagem que deve ser acionada antes da passagem das marchas em modelos manuais.

Ou seja, os modelos automáticos não têm essa necessidade, fazendo com que os motoristas não precisem tirar as mãos do volante.

Os melhores carros com câmbio CVT baratos e que vale a pena conhecer

1. Nissan Sentra, primeiro carro com câmbio CVT da lista

Nissan Sentra
Fonte: InsideEVs

Iniciando a nossa lista com o pé direito temos o Nissan Sentra, que apresenta especificações incríveis e boas vantagens por um preço bastante atrativo.

O modelo com motor 2.0 de 16 válvulas de 2008 possui 142 cv de potência com 20,29 kgf.m de torque, atingindo a velocidade máxima de 188 km/h.

O câmbio CVT presente no carro não só dá bastante estabilidade e leveza à direção, principalmente por conta da direção elétrica presente no modelo, como também garante um automóvel bastante econômico.

Ou seja, ele faz 9,1 km/l na cidade e 12,3 km/l na estrada.

O carro também conta com uma carroceria bastante resistente, tornando-se um verdadeiro “tanque de guerra”.

Seu preço de R$ 27.000,00 é totalmente justo, tornando o modelo da marca japonesa ainda mais atrativo.

2. Renault Fluence

renault fluence

Considerado como o “irmão gêmeo” do Nissan Sentra, o Renault Fluence apresenta especificações bastante similares ao modelo da empresa da terra do sol nascente.

O modelo Dynamique de 2011 apresenta exatamente o mesmo motor 2.0 de 16 válvulas que desenvolve os mesmos 143 cavalos de potência com os mesmos 20,29 quilos de torque.

Porém, os principais diferenciais do Fluence para o seu irmão gêmeo são a presença do modo manual em seu câmbio CVT.

Ele também é auxiliado pela direção elétrica presente no carro e a velocidade máxima de 195 km/h alcançada pelo modelo francês. Com isso, possui desempenho maior que o seu concorrente.

Com um preço médio de R$ 35.900, o Renault Fluence se estabelece como uma excelente opção para quem quer um carro bem completo com um preço acessível.

3. Mitsubishi Lancer

Mitsubishi Lancer 2017
Fonte: Motor1

O Mitsubishi Lancer é uma das melhores opções para quem busca um modelo equipado com câmbio CVT com excelente dirigibilidade e conforto.

Boa parte disso se dá graças à direção hidráulica presente no veículo, dando mais leveza ao carro, principalmente para as curvas e manobras mais bruscas.

O modelo lançado em 2012 conta com um motor 2.0 de 16 válvulas que desenvolve 160 cv com 20,09 kgf.m de torque.

Assim, ele chega de 0 a 100 km em 9,8 segundos, suportando a velocidade máxima de 200 km/h.

Outro ponto bastante positivo do Lancer é seu consumo, fazendo 8,8 quilômetros por litro na cidade e 10,7 km/l na estrada.

Um número bastante positivo, principalmente dependendo da região a qual o carro está inserido, já que a média pode aumentar ou diminuir.

Vale lembrar que a Mitsubishi encerrou as produções do Lancer no Brasil. Portanto, o único modo de adquirir o veículo é apostando em um modelo usado ou seminovo.

4. Nissan March

Nissan March 2017
Fonte: Car Blog

Marcando presença como um dos modelos mais recentes da nossa lista, o Nissan March é um carro com especificações bastante econômicas.

Além disso, é um dos poucos que podemos encontrar em estado seminovo.

O modelo SV de 2017 conta com especificações mais balanceadas, focando em boa performance aliada ao bom consumo proporcionado por seu motor 1.6 de 111 cavalos e 15,1 quilos de torque.

O consumo do carro da Nissan é um dos mais equilibrados entre os seus principais concorrentes, como o Volkswagen Fox e o Hyundai HB20, fazendo 7,8 km/l na cidade e 9,8 km/l nas rodovias e estradas.

Ademais, vale ressaltar também sua facilidade de manobra nas ruas graças à sua direção elétrica em conjunto com o câmbio CVT e ao seu bom raio de giro.

Girando em torno de R$ 45.000,00, o Nissan March é uma excelente opção para aqueles que buscam um modelo mais recente com bastante espaço interno e uma dirigibilidade bastante agradável, garantindo melhor mobilidade nas cidades e estradas.

Além, claro, de ser bastante econômico.

 5. Honda Fit

Honda Fit
Fonte: Quatro Rodas

É claro que o sucesso de vendas da gigante japonesa não poderia estar de fora de uma boa lista de carros com ótimo custo-benefício e, principalmente, com o câmbio CVT incorporado em sua construção.

Senhoras e senhores, o Honda Fit marca sua presença na lista.

Apesar de muitos preferirem a versão com câmbio manual do modelo por conta de sua duração, a versão S com motor 1.5 16V, com câmbio CVT, conta com especificações super interessantes, como o desenvolvimento de 105 cv de potência com 14,7 kgf.m de torque.

O carro também apresenta uma economia de combustível aceitável, fazendo 11,5 km/l na cidade e 14,0 km/l na estrada.

Com seu valor na casa dos 30 mil reais, é impossível não colocá-lo na lista como um dos melhores custo-benefício do país, independente de seu câmbio.

Considerações finais

Apesar de haver diversas particularidades entre os câmbios em si, o CVT consegue se sair melhor por se tratar de um câmbio mais “inteligente” que os demais.

Assim, ele efetua a troca de marchas de acordo com a desenvoltura do carro de forma automática.

Não é à toa que o câmbio vem se tornando um dos queridinhos do público em geral. Afinal, facilita ainda mais a direção do veículo e auxilia na economia de combustível do mesmo, seja nas cidades ou nas estradas.

Um dos pontos mais interessantes presentes em modelos equipados com o câmbio é a sua dirigibilidade, que se torna bastante agradável, principalmente em modelos com direção elétrica.