Ferrari SF90 Stradale

Carros mais caros do Brasil e do mundo: veja quais são

Adquirir um dos carros mais caros do Brasil e do mundo pode ser algo distante para a grande maioria de nós.

Entretanto, para quem pode dispor de alguns milhões na compra de um veículo, marcas de superesportivos ou de automóveis de alto luxo não poupam esforços na tentativa de agradar os seus endinheirados clientes.

Um bom exemplo disso reside na possibilidade de assegurar um carro exclusivo, feito sob encomenda. Ou seja, automóveis que serão vistos em raras ocasiões, como em eventos específicos, exposições, filmes ou em coleções particulares.

Veja quais são os carros mais caros do Brasil e do mundo

BMW M8 Competition

BMW M8 Competition
Fonte: Quatro Rodas

Preço: a partir de R$ 1.320.950,00.

Esse é o automóvel mais caro da alemã BMW, entre os carros da marca que são vendidos no Brasil.

O BMW M8 Competition representa, ainda, o topo da chamada “linha M”, dotado de motor biturbo 4.4 V8 de 625 cavalos de potência e torque de 76,5 kgfm – itens geridos por sua caixa automática de 8 marchas e com tração integral.

Como não poderia deixar de ser, esse motor é tão potente que o veículo demora somente 3,3 segundos para ir de 0 a 100 km h – ou seja, um dos mais rápidos de nossa lista! A velocidade máxima é de 305 km h.

Em nosso país, o BMW M8 Competition é vendido na versão “Grande Coupé”, tendo como itens de série:

  • Rodas de vinte polegadas;
  • Head Up Display;
  • Sistema de condução auxiliar (obedece a comandos de voz);
  • Assistente de estacionamento;
  • Assistente de direção;
  • Bancos dianteiros com recurso de aquecimento;
  • Chave display BMW;
  • Kit para o reparo de pneus;
  • Fechamento e abertura automatizados do porta-malas;
  • Assistente para farol alto;
  • Central multimídia que é compatível com o Apple CarPlay.

Mercedes AMG GT R

Mercedes AMG GT R
Fonte: Revista Carro

Preço: a partir de R$ 1.600.000,00.

O consumo médio do Mercedes AMG GT R é de 11,4 litros por cem quilômetros. Quanto à velocidade de arranque, o veículo leva 3,6 segundos para ir de 0 a 100 km h e sua velocidade máxima de 318 km h (aspecto notável em um carro que pesa 1.630 kg).

O motor V conta com oito cilindros turbocompressor, movido a gasolina. A potência máxima atinge 585 CV (em 6.250 rotações) e torque de 700 Nm (entre 1.900 e 5.500 rotações).

Toda essa potência é levada às estradas por meio do câmbio de 7 marchas Automatic, com tração traseira (tipo RWD).

Quanto ao chassi, suas características são determinantes pelo comportamento do Mercedes AMG GT R em curvas e o conforto propiciado ao condutor.

Esses elementos se devem, em grande medida, às suspensões dianteira e traseira: ambas Coil Springs. Os pneus apresentam medidas de 275/35 em jantes de dezenove polegadas na frente e 325/30 em jantes de vinte polegadas atrás.

Ferrari 488 Pista

Ferrari 488 Pista
Fonte: Motor Show

Preço: a partir de R$ 2.500.000,00.

O automóvel esportivo Ferrari 488 Pista vem sendo considerado, pela crítica especializada, como um dos carros mais impecáveis da atualidade.

De fato, batizaram o modelo no intuito de enfatizar o seu background técnico e, sobretudo, a intenção de transferir, para as ruas, as experiências da marca italiana nas competições.

O sistema de freios (Brembo) é fantástico: compostos por carbono-cerâmica, o servo-freio da Ferrari 488 Pista demonstram um curso bem curto de pedal que, entretanto, não reduz a confiança do motorista ao entrar em curvas.

Quando o motorista ativa o modo Track, o carro fica ainda mais ágil e sensível sem, para tanto, perder o controle – até mesmo em saídas de traseira. O opcional Dynamic Enhancer, o novo sistema da Ferrari, pode entrar em ação se o condutor decidir ativar o modo Pista, desativando o controle da tração.

Um dos aspectos mais interessantes desse sistema reside em sua capacidade de controlar o automóvel com precisão milimétrica e, simultaneamente, de um modo extremamente suave.

Este é um dos motivos pelos quais o Ferrari 488 Pista é um dos carros mais caros do Brasil e do mundo.

Rolls Royce Wraith

Rolls Royce Wraith
Fonte: Autoesporte

Preço: a partir de R$ 2.100.000,00.

Amplamente conhecida pelos seus modelos de automóveis de alto luxo, a marca britânica resolveu, em 2014, ampliar a sua presença em nosso mercado, a partir da importação do sedan Rolls Royce Wraith, que vem equipado com o potente motor V12 6.6.

Ou seja, a imprensa especializada apelidou o Rolls Royce Wraith de “usina de força”, dados os seus 632 cavalos de potência aliados ao torque de 81,6 kgfm. O Rolls Royce Wraith opera com tração traseira e transmissão automática de 8 marchas.

O veículo (um dos 10 carros mais caros) vai de zero a cem km/h em meros 4,6 segundos, atingindo a velocidade máxima de 250 km/h. Nas ruas das cidades, a média de consumo é de 4,7 km/l e, na estrada, de 9,2 km/l.

Audi R8 Performance

Audi R8 Performance
Fonte: Motor1

Preço: a partir de R$ 1.660.000,00.

Produzido na fábrica de Böllinger Höfe – planta na qual o Audi LMS GT4 é um dos carros mais caros do Brasil e do mundo, fabricado para as competições esportivas – o Audi R8 Performance compartilha a maioria de suas peças com este veículo.

Ele tem uma carroceria em alumínio, de acordo com os princípios visuais do ASF (Audi Space Frame) bem como diversos elementos em polímero reforçado em CFRP (fibra de carbono).

Desse modo, o Audi R8 Performance tem inspiração nos seus congêneres GT4, destacando a plana e ampla grade Singleframe com o emblema R8 sendo ladeado por imensas entradas de ar.

A beleza do splitter direito também não pode ser negligenciada, pois a reentrância que existe abaixo do capô é uma singela homenagem ao lendário automóvel Audi Sport Quatrro, com saídas de escape, difusor traseiro e saias laterais ovaladas.

Ferrari SF90 Stradale

Ferrari SF90 Stradale
Fonte: Motor1

Preço: a partir de R$ 7.000.000,00.

O Ferrari SF90 Stradale é tido como o mais moderno da marca italiana, utilizando tecnologia híbrida, a fim de se consolidar como o mais potente automóvel já produzido na fábrica de Maranello.

Desse modo, o automóvel articula um motor biturbo 4.0 V 8, rendendo 780 cavalos de potência a 7.500 RPM, a 3 elétricos que entregam 220 cavalos de potência (162 kW). No total, o proprietário deste incrível automóvel terá, à sua disposição, mil CV em 81,5 mkgf.

Isto é, são 2 motores elétricos junto ao eixo dianteiro. O terceiro está acoplado entre o câmbio automatizado (com 8 velocidades e dupla embreagem) e o motor.

Assim, a tecnologia híbrida (plug-in – presente em alguns outros modelos da marca) da Ferrari SF90 Stradale permite o carregamento de pacotes de baterias (íons de lítio) via tomada.

Lamborghini Aventador S

Lamborghini Aventador S
Fonte: Hoje em Dia

Preço: a partir de R$ 3.200.000,00.

A Lamborghini, célebre montadora italiana de automóveis de luxo (que não podia faltar em nossa lista), apresenta ao mercado o Aventador S.

Essa é a nova versão do cupê, dotada de um motor de 730 cavalos de potência (quase 40 a mais do que o modelo Aventador convencional), 6.5 V 12.

O conta-giro tem uma linha vermelha na casa dos 8.500 RPM. Com isso, entrega potência para as 4 rodas mediante transmissão automática com dupla embreagem de 7 velocidades.

Esse conjunto é o responsável por acelerar o Lamborghini Aventador S de zero a cem km/h em menos de 3 segundos. Seu limite de velocidade é de 347 km/h.

Outro diferencial: o seu sistema de escape é 20% mais leve em comparação ao modelo anterior, ou seja, há novidades interessantes, também, nos ruídos do motor.

Porsche Taycan Turbo S

Porsche Taycan Turbo S
Fonte: Motor1

Preço: a partir de R$ 1.079.000,00.

Este modelo é um daqueles veículos que ficam para sempre na lembrança do motorista. Isso não só pelo fato de que o Porsche Taycan Turbo S possui torque de 107,1 kgfm e 761 cavalos de potência.

Com efeito, qualquer carro com tal poder é capaz de gerar sensações indeléveis ao volante. Em termos práticos, o Porsche Taycan Turbo S é elétrico – fato que altera radicalmente o modo pelo qual os motoristas recebem toda essa força.

Nas pistas de teste, por exemplo, o Porsche Taycan Turbo S apresentou respostas incrivelmente rápidas. Em medições tradicionais – como a de zero a cem km/h – seu tempo é de 2,9 segundos.