Restauração de carros antigos

Como Fazer Restauração de Carros Antigos? Entenda Aqui

A pergunta sobre como fazer a restauração de carros antigos pode pairar sobre a cabeça de muitas pessoas, sejam a dos colecionadores, dos donos de oficina mecânica ou até mesmo dos entusiastas de carros antigos que pretendem se aventurar nesse processo.

Embora seja um processo levemente complicado e demorado, saber de onde partir e por onde começar pode ajudar bastante na jornada de uma restauração.

Portanto, vamos entender quais são os principais pontos quando pensamos na restauração de carros antigos e cuidados necessários.

E então, vamos lá?

Em busca do carro antigo

Restauração de carros antigos
Fonte: Blog Paíto Motors

Para iniciar a restauração é necessário escolher qual será o carro que passará pela transformação.

Portanto, temos algumas opções: comprar um carro antigo onde as peças serão renovadas ou comprar uma carcaça, onde será necessário incluir peças novas em sua estrutura.

Em ambas situações, é imprescindível que o dono ou mecânico avalie as condições de acabamento interno e externo, já pensando sobre o orçamento que será investido de acordo com a situação atual do carro.

Afinal, esse será um projeto cheio de etapas, e quanto mais peças e distribuidores for necessário consultar, mais ele pode se alongar.

Outro ponto a se considerar durante a escolha do carro a ser escolhido, portanto, é sobre ele ser nacional ou importado.

Os carros antigos nacionais têm uma dificuldade maior de se encontrar peças. Em contrapartida, os carros importados têm maior demanda, não sendo necessário buscar por peças paralelas durante a restauração.

Criando o projeto de restauração

Agora que já temos o carro disponível para restauração, o primeiro passo é iniciar o projeto.

Essa etapa é crucial para entender quais serão as demandas do veículo, de alterações e peças e, provavelmente, sobre o valor de todo processo.

Então, existem algumas possibilidades para restaurar um carro antigo, fazer o processo sozinho ou com ajuda de profissionais.

Iniciando o projeto sozinho

Iniciar essa atividade sozinho pode ser bastante interessante, afinal, suas ideias serão seguidas à risca, conforme vão surgindo as necessidades de detalhamento.

Contudo, realizar esse processo sem a ajuda de um profissional a depender do seu nível de experiência com esses trabalhos pode significar que algumas partes não recebam o cuidado que seria implementado pelas pessoas da área, o que pode causar problemas posteriores.

Mas, pode ser uma boa forma de estar em contato com o ramo do automobilismo, participando de feiras de carros antigos, recebendo dicas sobre as etapas do processo e vendo inspirações em algum modelo já existente.

Além disso, nesses encontros, é possível realizar trocas de peças, além de receber as melhores indicações e onde comprar as originais ou ir em busca das melhores peças paralelas.

Outro aspecto que precisa ser levado em consideração durante a restauração de carros antigos é ter um local apropriado para realizá-la.

Afinal, conforme as pinturas forem sendo realizadas, precisam estar seguras para manter sua conservação.

Ademais, ter um espaço destinado ao veículo permite que seu trabalho seja realizado de uma maneira mais tranquila, tendo a certeza de onde as peças estão guardadas e ferramentas disponíveis.

Restauração em oficina mecânica

No entanto, pode ser bastante vantajoso para o proprietário buscar a ajuda de mecânicos que trabalham há mais tempo na área, entendam os cuidados necessários para restaurar um carro e tenham paciência e respeito às ideias dele e a arte é o processo de restauração de carros antigos.

Utilizar esse tipo de serviço pode sair um pouco mais caro, contudo, garante maior qualidade em todo o processo, evitando grandes problemas futuros nos automóveis.

Outra vantagem é que para os veículos de gerações mais antigas pode ser bem difícil encontrar peças, tanto originais quanto as paralelas.

Dessa forma, esse trabalho fica por conta do mecânico e sua oficina, trazendo menos preocupações ao dono do carro em restauração

Mas, lembre-se que esse deve ser um projeto realizado em conjunto no veículo, de maneira que o objetivo do proprietário seja entregue no final do trabalho de restauração.

Então, estar sempre em contato com o prestador de serviços é fundamental, para que a ideia original seja mantida, e o resultado seja entregue conforme esperado.

Portanto, estar sempre por perto acompanhando o passo a passo é fundamental e, da mesma forma, a empresa responsável deve estar sempre dando atualizações sobre o projeto, suas etapas e novidades implementados no veículo.

Peças para a reforma: é hora de ir atrás delas

Durante a compra, vistoria do carro ou ao desmontá-lo, é possível encontrar quais peças vão precisar de troca.

Então, uma boa dica para essa etapa é ir retirando as partes, etiquetando de deixando separadas, de modo que durante a montagem ou busca por peças parecidas você tenha uma referência.

Como dito acima, dependendo do veículo poderá ser mais fácil ou mais difícil de encontrar seus componentes.

Portanto, para expandir as possibilidades, lembre-se que é possível conseguir as peças utilizando impressoras 3d, principalmente, para os acabamentos internos dos veículos.

E, além disso, algumas delas podem passar por manutenção ou reforma, mantendo a originalidade das peças.

Mas, mesmo em carros mais populares, pode ser necessário garimpar peças, tanto para se encaixar no projeto de restauração, quanto pela necessidade.

Portanto, utilizar a internet para buscar por elas será uma opção bastante viável, principalmente através de grupos de restauração e vendas de carros antigos, juntamente com os sites e aplicativos de vendas.

No entanto, outra maneira é frequentar as feiras de carros, onde é possível conhecer os modelos de carros iguais aos que estão passando por reformas e perguntar sobre as peças e locais para compra.

É hora da pintura!

Na verdade, de retirar a pintura do carro.

A retirada de pintura do carro antigo pode ser realizada através do jateamento, permitindo que a lataria seja avaliada, quanto ao estado de conservação e possibilidade de ferrugem.

Além disso, ela abre espaço para o funileiro analisar com atenção todo o carro, e fazer os ajustes conforme necessário, além de garantir o acabamento do carro de acordo com as ideias do proprietário.

Após a identificação de possíveis problemas e o reparo dos mesmos, é a hora de iniciar a pintura do carro.

A cor original pode ser duplicada, com equipamentos que os mecânicos costumam ter, mantendo o carro de acordo com a original.

Além disso, em geral, é mais interessante buscar por um profissional para realizar a pintura em cabines com estufa, que vão garantir uma maior qualidade e durabilidade.

E, claro, é importante que o dono do carro seja alertado sobre o cuidado com a exposição à luz solar, de modo que a pintura do automóvel dure por mais tempo.

Originalidade do projeto e pontos de atenção

Embora durante um serviço de restauração alguns pontos originais do carro não se mantenham, quando se trata de carros antigos é necessário que o profissional tente inovar, mas ao mesmo tempo, mantenha a originalidade do carro.

Isso porque, mantendo a essência do modelo original em até 80%, o proprietário poderá solicitar a famosa placa preta para o seu veículo.

Mesmo que a estética seja levada em consideração quando pensamos em originalidade, é possível realizar alterações na mecânica dos carros antigos em restauração junto com a conservação dos aspectos inerentes do veículo.

Isso porque alguns modelos não vêm com segurança suficiente, como por exemplo os freios ABS, e um problema bastante conhecido nos carros antigos é o motor que esquenta bastante.

Portanto, pode fazer parte do projeto inserir mudanças e inserções de novas tecnologias no veículo, buscando maior segurança e dirigibilidade ao condutor.

Recapitulando todo o processo!

Restauração de carros antigos
Fonte: AutoShow Collection

Agora que você já entendeu em detalhes todo o processo de fazer a restauração de carros antigos, vamos a um passo a passo mais enxuto para você não se perder:

1. Encontre o carro

Busque possibilidades de automóveis, escolhendo entre carcaças antigas ou o carro completo, mas que precisará da reforma.

2. Elabore o projeto de restauração

Pense nas principais mudanças que serão implementadas no carro, mapeie os serviços que serão necessários.

Além disso, decida se fará o processo sozinho ou com a ajuda de alguma oficina.

Caso escolha fazer o serviço sozinho, utilize a oportunidade que as feiras de automóveis oferecem para trocar telefone e fazer contatos de pessoas que poderão te aprofundar no universo das restaurações e na história de vários tipos de carros.

3. Busque as peças que serão necessárias

Esse será um trabalho de garimpo em busca das peças necessárias e que podem impactar o seu orçamento inicial.

No entanto, vale ressaltar a importância de conhecer pessoas que tenham peças a oferecer e se atentar à compra de peças não originais que podem dar problemas ao longo do tempo.

4. Pintura e funilaria

Momento em que a pintura do carro será retirada para que o funileiro entenda o tipo de reparo necessário no carro, como por exemplo a remoção de ferrugens.

É também a etapa onde pode ser necessária a pintura profissional e da cor original do carro, para manter seu valor histórico.

5. Alterações e originalidade

Com grande parte da restauração já realizada, esse será o momento de implementar as alterações na mecânica do carro que vão colocar a vida de todos os passageiros em segurança.

Além disso, pode ser o momento de alterar o estado interno do carro, precisando, mais uma vez, buscar por peças novas ou personalizadas.

Contudo, a atenção à originalidade do carro é fundamental.

Esta é a última etapa do trabalho de restauração e é neste momento que saberemos se o orçamento foi de fato cumprido, e se o cliente e proprietário estará satisfeito com o trabalho implementado.

Restauração de automóveis antigos: agora é possível!

Com tudo o que foi dito durante o texto, é possível ter um panorama completo de todo o trabalho que será necessário para mudar o estado de um automóvel, criando um modelo único no mundo, ou seja, tudo terá valido a pena.

Embora pareça e seja um processo com bastante trabalho, com paciência e tempo as alterações vão mostrando como será o resultado e ter um automóvel de valor inestimável.

Portanto, como fazer restauração de carros antigos não é mais uma dúvida, mas sim seu próximo passo. Qual modelo você deseja restaurar dessa vez?

Leia mais conteúdos relacionados aqui no Review Auto. Até a próxima.