Como Saber se o Pneu Está Bom

Como Saber se o Pneu Está Bom? Entenda Tudo Aqui

Você tem ideia de como saber se o pneu está bom? Se a resposta for “não”, continue conosco e descubra técnicas incríveis para avaliar os pneus do seu carro.

Identificar a vida útil do seu pneu pode ajudá-lo a melhorar significativamente o desempenho e a performance do seu carro, além de evitar graves acidentes que podem ocorrer durante sua viagem.

Mas, afinal, você, consegue identificar se os seus pneus estão bons?

Fatores como o solo e o próprio peso do veículo influenciam diretamente na vida útil dos seus pneus.

Asfaltos irregulares, longas viagens por estradas ruins e outros fatores podem fazer com que seus pneus adquiram certos problemas durante um curto período.

Contudo, o fator “tempo” também é determinante para o eventual desgaste.

Foi pensando nisso que nós decidimos dar algumas dicas para que você possa identificar o momento exato de quando trocar o seu pneu.

Vamos, então, aprender como saber se o pneu está bom, bem como outros aspectos importantes relacionados a esse assunto? Boa leitura!

Qual o tempo ideal para trocar os pneus de um carro?

Como saber se o pneu está bom
Fonte: AutoPapo

Como dissemos, o tempo é um dos pontos mais importantes a ser considerado na hora de avaliar as condições do seu pneu.

Clima, umidade, temperatura, pressão e peso são fatores determinantes que culminam no desgaste da borracha, por isso, é necessário entender qual o tempo correto para realizar a troca dos pneus do seu carro.

Devido à ação de todos esses agentes externos, recomenda-se realizar a troca dos pneus em até 5 anos.

Apesar de não atrair muito a atenção dos donos, fique atento à troca de pneus, principalmente estepes, pois apesar de não apresentarem quaisquer tipos de avarias ou danos visíveis, toda a estrutura do pneu pode estar comprometida devido às ações do tempo – e é justamente por isso que pneus possuem data de validade, mesmo não sendo usados.

Por isso, tome cuidado.

Com quantos quilômetros rodados os pneus deve-se trocar os pneus do carro?

Mesmo que o tempo necessário para realizar a troca dos pneus seja, de certa forma, generoso, acontece que a intensidade de uso dos mesmos também pode influenciar drasticamente na vida útil.

E é exatamente por isso que analisar a quantidade de km rodados pelo seu carro é tão importante.

Em média, os pneus de um carro duram de 40 a 100 mil km rodados pelo veículo.

A quilometragem, no entanto, também sofrerá com alguns fatores, como peso e potência do carro, que contribuirão para um desgaste extra – ou uma significativa redução do mesmo.

Devido a esses pontos, é recomendável que o motorista verifique a qualidade de seus pneus a cada 10 mil quilômetros rodados, a fim de avaliar a “vida útil” dos seus equipamentos.

TWI: o que é e qual a sua importância?

Identificar o gasto dos seus pneus pode ser uma tarefa um pouco complicada. Afinal, vimos que os estepes podem ter suas estruturas severamente comprometidas, mas sem apresentar qualquer tipo de avaria.

Entretanto, o mais comum é que, com o tempo, os pneus comecem a apresentar desgastes em sua estrutura, e esses desgastes são medidos pelo TWI.

O TWI (Tread Wear Indicator) é um indicador que auxilia o motorista na avaliação dos pneus do veículo.

O indicador visual é composto por pequenas barras, localizadas entre os sulcos presentes nos pneus.

As pequenas barras de borracha rebaixadas entre os sulcos indicam o nível de desgaste dos pneus através de um processo bastante simples:

  1. Com o passar do tempo, as barras se aproximam cada vez mais do TWI;
  2. No momento em que as mesmas estiverem no mesmo nível dos sulcos, terá chegado a hora de realizar a troca dos pneus.

Como saber se o pneu está bom ou se já é hora de trocar?

Como saber se o pneu está bom?
Fonte: OCP News

Muitas vezes, o desgaste não pode ser visto “no olho”. Por isso, existem certas técnicas que o ajudarão a ter certeza do momento exato em que você deve trocar os pneus.

Entre as técnicas mais usadas, estão:

O uso da moeda de 1 real

Sabemos que o sulco do pneu deve possuir cerca de 1,6mm. A medida é exatamente a mesma encontrada na moeda de 1 real, no que diz respeito à parte dourada da mesma.

Conhecendo essa informação, o proprietário do veículo pode utilizar a moeda para identificar o estado dos seus pneus.

Para isso, o dono do carro deve fazer o seguinte:

  1. Em primeiro lugar, encaixe a moeda no sulco do pneu. Caso a moeda entre com certa folga, significa que seu pneu ainda está em ótimo estado;
  2. Caso você insira a moeda e a mesma entre de forma mais “justa” ao espaço, significa que o seu pneu já deve ser trocado;
  3. Por outro lado, se a moeda não puder ser encaixada devido à falta de espaço, você deverá trocar seu pneu imediatamente.

Tampa de válvula de pneu

Além da moeda de 1 real, outra maneira bastante simples de você medir o quão gastos estão os seus pneus é através da tampa da válvula do seu pneu.

O anel do pequeno objeto, onde fica o sistema de rosqueamento, serve como uma “régua”, que ajuda o motorista a observar a banda de rodagem.

Você pode realizar o esquema de avaliação de forma bem semelhante à moeda de 1 real:

  1. Com a pequena tampa em mãos, posicione-a no sulco do pneu. Caso a mesma se encaixe entre os vãos, significa que seu pneu ainda está bom;
  2. Contudo, se a tampa não se encaixar entre os vãos e permanecer no mesmo nível da construção do pneu, significa que o mesmo deverá ser trocado de imediato.

Uma dica bastante importante é que você nunca permita que a banda de rodagem atinja o mesmo nível do TWI.

No momento em que isso acontece, o sistema de aderência dos pneus fica completamente comprometido, anulando a aderência do mesmo.

Devido a esse fator, o sistema de frenagem se inutiliza, tornando sua dirigibilidade extremamente arriscada e, potencialmente perigosa.

Como manter seu pneu conservado por mais tempo?

Agora que você entendeu como saber se o pneu está bom, tem outro fator que pode ajudar a economizar.

Sabemos que identificar a vida útil dos seus pneus tem extrema importância, não só para o desempenho do seu carro, mas também para a sua segurança.

Por isso, conservá-los é fundamental para que não haja gastos excessivos e desnecessários de troca.

Para manter seus pneus conservados é necessário fazer uma calibragem de forma semanal ou quinzenal.

Além da calibragem, o motorista também deverá realizar o balanceamento e o rodízio de pneus, periodicamente.

Tudo isso ajudará a estender a vida útil do pneu.

Gostou de aprender como saber se o pneu está bom? Então, leia mais assuntos relacionados aqui no Review Auto. Até a próxima!