como saber se a embreagem está ruim

Como Saber Se a Embreagem Está Ruim? Entenda Tudo Aqui

Está em dúvida sobre como saber se a embreagem está ruim? Este conteúdo se destina precisamente a explicar alguns sinais aos quais prestar atenção.

Neste artigo, falaremos sobre problemas com embreagem dura, problemas com o pedal, o que pode ser um som estranho ou uma trepidação. Portanto, fique atento e acompanhe o artigo até o final.

O que é a embreagem? Saiba porque esse conjunto mecânico é tão importante para o seu carro

O que é a embreagem?
Fonte: Blog MixAuto

Antes de começarmos a falar sobre qualquer problema com a embreagem do seu carro, julgamos necessário explicar o que é uma embreagem.

Dessa forma, você entende o funcionamento ideal desse conjunto mecânico e como ele pode afetar a direção se não funcionar direito.

Em linhas muito gerais, a embreagem é um mecanismo que faz parte do sistema de transmissão automotiva e tem como objetivo transferir força para a caixa de câmbio do carro.

Como nem todos os leitores dirigem ou conhecem bem as peças que compõem um veículo, explicamos logo abaixo o que isso significa!

Conheça mais sobre o sistema de transmissão automotiva

Em todos os carros há um sistema de transmissão responsável por levar a energia que sai do motor até as rodas, resultando no movimento do veículo.

Ou seja, esse sistema faz o direcionamento da potência do motor para as rodas.

Para isso, os carros compartilham alguns itens, como:

  • engrenagens,
  • polias,
  • eixos.

Nesse contexto, a embreagem funciona transferindo essa força para a caixa de câmbio que, por sua vez, faz o balanceamento entre força e velocidade de acordo com o que o carro precisa para cada momento.

Quando alteramos as marchas, estamos “comunicando” ao carro qual a combinação de força e velocidade de que precisamos, por exemplo, para subir ladeiras, pegar uma rodovia, para dirigir em um engarrafamento, entre várias outras ocasiões.

Por causa da embreagem, a troca de marchas – isto é, da velocidade do câmbio – ocorre de uma maneira muito mais branda. Isso faz com que o desgaste entre a caixa e o motor seja reduzido, o que é ótimo para o bom funcionamento do carro.

A composição da embreagem em detalhes

Falando mais especificamente sobre a embreagem, ela é composta pelas seguintes partes:

Volante do motor

Trata-se da peça que armazena energia cinética, isto é, a energia que passa para o motor do carro. É a maior peça da embreagem.

Disco

O disco é a parte central da embreagem. Sua função é fazer uma conexão física entre o motor e a caixa de câmbio.

Platô

O platô é um mecanismo que une o disco ao volante do motor. Sua função é garantir a suavidade no momento em que o automóvel sai da inércia.

Rolamento

Também chamado de colar da embreagem, o rolamento existe para promover o curso da embreagem sem que a mola membrana seja modificada.

Cabo

Nesse sistema, o cabo da embreagem funciona desconectando todas as peças (também chamadas de placas) para que elas funcionem como o esperado.

Cilindros

Os cilindros da embreagem existem para transformar o movimento do pedal e até mesmo multiplicar a força que o motorista aplica ao pedal. Dessa forma, a troca de marchas é facilitada.

Problemas que você pode enfrentar se a embreagem do seu carro estiver ruim

Agora que você já sabe para que serve o sistema de embreagem do seu carro, vamos explicar o que pode acontecer com o veículo quando há um desgaste desse conjunto mecânico.

Trepidação

Quando a embreagem trepida, o motorista sente vibrações e sacudidelas ao invés da sensação regular de deslize uniforme. Além disso, a embreagem trepida e, logo depois, perde o contato.

Dificuldade para subir ladeiras

Como já mencionamos, a troca de marchas faz parte da rotina de quem dirige. O motorista precisa balancear a força e a velocidade com que o carro se move com bastante frequência.

No entanto, quando o sistema de embreagem está ruim, alguns movimentos ficam limitados e o motorista sente mais dificuldade para engatar marchas principalmente subindo ladeiras.

Embreagem patinando

A patinação é uma consequência da ausência de atrito nos componentes de fricção do disco da embreagem. É esse problema que gera a sensação de que a embreagem está patinando.

Confira agora como saber se a embreagem está ruim com essas 10 dicas

como saber se a embreagem está ruim
Fonte: Youse

Com todas as informações acima reforçando a importância de um kit de embreagem em perfeito estado, falaremos finalmente sobre como identificar os sintomas de embreagem ruim.

Reunimos 10 dicas excelentes para você ter em mente e identificar de cara assim que um problema aparecer.

Dessa forma, você pode tomar providências (como enviar o seu veículo para manutenção) a tempo e evitar acidentes por causa de um problema que é possível evitar com bastante antecedência.

1 – Ruído no câmbio

Se você estiver dirigindo e escutar que da alavanca de câmbio sai um barulho semelhante à estridulação, isto é, o som que o grilo faz, preste atenção.

Caso esse ruído cesse no momento em que você pisa na embreagem, isso pode indicar que o rolamento não está lubrificado o suficiente. Isso é um problema.

Para resolvê-lo, você precisará trocar o rolamento, pois essa peça fica vedada.

2 – Embreagem dura

A embreagem dura é um dos sinais mais clássicos de que algo não vai bem com a embreagem do seu carro.

Se você já identificou na sua direção a embreagem dura, o que pode ser o motivo para  problema varia.

Primeiramente, vale considerar se não é a tensão excessiva do cabo de embreagem que está causando um problema.

Se for, é importante resolvê-lo logo porque se o cabo da embreagem romper, você não conseguirá dirigir.

Obviamente, esse é um problema que você vai querer resolver com antecedência e não preso em um engarrafamento ou enquanto viaja.

Uma outra causa para identificar a embreagem dura é uma folga nos cilindros. Você verá que esse é o problema ao pisar no pedal e ver que a reação esperada do carro não acontece.

Se você não tinha como saber se a embreagem está ruim, lembre-se que esses são indicativos muito confiáveis de que algo não vai bem.

3 – Pedal de embreagem barulhento

Se você consegue identificar que o seu pedal da embreagem está chiando ou estalando, aí está um motivo para se preocupar.

Os chiados e estalos do pedal geralmente vêm do rolamento, que é a peça que promove o curso da embreagem.

Outra razão para o pedal da embreagem estar barulhento também pode ser um desgaste no kit da embreagem.

Se esse problema aparecer, leve o seu carro com urgência à oficina, pois o desgaste pode se estender até a caixa de câmbio e, quanto mais peças desgastadas, mais caro fica o conserto.

4 – Pedal de embreagem sem folga

O funcionamento correto do pedal da embreagem se dá da seguinte maneira: o veículo começa a se movimentar quando o pedal se dá a partir da metade do seu curso.

Contudo, quando o pedal da embreagem faz com que o carro se movimente quando você praticamente o libera, essa ausência de folga indica que a embreagem pode estar com problemas.

5 – Marcha arranhando

Outro dos sinais de que a sua embreagem precisa de atenção é quando o câmbio arranha na troca de marchas, isso mesmo quando o motorista pisa fundo no pedal de embreagem.

Este é um dos principais sintomas de embreagem ruim e a causa se deve à presença de um anel sincronizador desgastado.

Não falamos sobre essa peça mais acima porque ela não faz parte das peças que compõem a embreagem do carro.

No entanto, os anéis são importantes porque atuam como freios que garantem que as engrenagens da embreagem do carro girem todas para o mesmo lado, isto é, em sincronia.

Além disso, os anéis trabalham sincronizando a velocidade da caixa de marcha, o que proporciona uma troca suave, isto é, sem trancos e sem arranhar.

O desgaste nos anéis sincronizadores é relevante para o funcionamento adequado do engate. Se algo não vai bem com essa parte da direção, essa é uma causa que você deve investigar.

6 – Pedal de embreagem trepidando

Se você quer mais dicas de como saber se a embreagem está ruim, saiba que sentir o pedal da embreagem trepidar demais não é bom.

Um problema com esse sinal é que as causas para essa trepidação são muito variadas.

Por exemplo, a trepidação pode se dever ao desgaste dos suportes de transmissão ou até mesmo à má instalação dos discos.

Para saber com precisão qual é o problema, é importante buscar a avaliação de um bom mecânico.

Sinais como esse não são só um incômodo na hora de dirigir. Ignorá-los sem saber qual é a causa pode trazer custos de conserto elevados, então é bom agir de maneira precavida.

7 – Câmbio se movimentando sozinho

Quando falamos em um câmbio que se movimenta sozinho, nos referimos a quando a alavanca se movimenta toda vez que você pisa no acelerador.

No entanto, o câmbio e a alavanca não devem se movimentar enquanto você dirige, a não ser quando você troca a marcha, desencadeando o movimento.

Uma causa para isso pode ser a deterioração de um coxim do câmbio. Essa peça é feita com borracha e sua função é evitar a vibração do chassi do carro.

Quando a peça fica deteriorada, ela causa folgas no sistema. Por sua vez, essas folgas permitem que as peças se movimentem quando devem permanecer fixas.

Esse é outro sinal que deve chamar a sua atenção.

8 – Câmbio fantasma

O fenômeno do câmbio fantasma se dá quando a alavanca volta ao ponto morto sozinha, de modo que o movimento parece acontecer por motivos sobrenaturais.

No entanto, esse é só mais um dos sintomas de embreagem ruim, ou melhor, de que os sistemas envolvidos no mecanismo de embreagem estão com algum problema.

Nesse caso, o problema pode ser no trambulador, o mecanismo que envia para o câmbio o movimento da alavanca.

Quando a peça está desgastada, ela é um dos principais motivos para que o câmbio “se mova sozinho”.

Vale lembrar que existe uma diferença entre o câmbio fantasma e o câmbio que se movimenta sozinha. Os movimentos não são os mesmos!

Assim sendo, se identificar que o sintoma do câmbio fantasma acontece com o carro que você dirige, já tem uma indicação do que está errado.

9 – Trepidação na hora de arrancar

Uma outra indicação de que a vida útil do seu carro ou da embreagem do carro está em risco é quando o veículo treme ao arrancar.

Geralmente, a causa para esse problema está no disco, que é uma parte constitutiva da embreagem.

Se essa peça está desgastada, o acoplamento com motor não é o ideal.

Assim sendo, a trepidação é uma consequência indesejável.

É possível que o desgaste de outras peças cause o problema, então reforçamos a importância de submeter o seu carro à análise de um profissional.

10 – Carro patinando

Para encerrarmos as nossas dicas de sinais para identificar que a embreagem está com problemas, falaremos sobre um fenômeno que os mecânicos identificam como “carro patinando”.

Isso acontece quando a embreagem demora para tracionar, assim, a sensação é a de que ela continua acionada.

Trata-se de mais um problema cuja causa pode estar associada à deterioração do disco.

Considerações finais

Neste artigo, você aprendeu como saber se a embreagem está ruim. Fizemos questão de trazer um artigo tão completo que ajudará tantos os motoristas que acabaram de tirar carta quanto os mais experientes.

Antes de introduzirmos os sinais de que a embreagem do carro está ruim, abordamos o que é a embreagem, quais são as peças do sistema e as consequências de permanecer com a embreagem ruim.

Em seguida, apresentamos 10 entre os principais indicativos de que você tem um problema com a embreagem do seu carro.

Se você gostou sobre esse conteúdo a respeito de como saber se a embreagem está ruim, saiba que em nosso blog temos uma série de outros artigos sobre o universo dos carros e pneus.

Se você trabalha diretamente como motorista de Uber ou 99, ou está pesquisando por um bom carro para usar no dia a dia, com certeza encontrará indicações interessantes e ótimas resenhas sobre produtos, então confira!