Embreagem Dura: o que Pode Ser? Confira as Principais Causas

Embreagem dura. O que pode ser? Na verdade, essa é uma das dúvidas mais comuns entre os motoristas. E se você quer saber tudo sobre o assunto, continue lendo nosso artigo.

A embreagem dura é um dos problemas mais constantes dos carros, sendo a principal causadora de sua visita regular ao mecânico. Mas isso não é à toa, visto que a embreagem é uma das peças mais importantes presentes no seu veículo.

Quem já se deparou com o problema sabe o friozinho na barriga que sobe no momento. Mas, afinal, o que pode ocasionar a rigidez da embreagem?

Nós, do ReviewAuto, decidimos lançar uma luz sobre essa situação, que apesar de incômoda e bastante assustadora, é mais comum do que parece.

Sendo assim, prepare-se para conhecer todos os problemas que podem ocasionar a famosa embreagem dura e, principalmente, como resolvê-los.

Embreagem: o que é e qual é e qual o seu grau de importância no veículo?

Antes de avaliar os problemas que podem ocasionar a rigidez da embreagem, é preciso conhecer qual é o verdadeiro papel da embreagem no seu veículo. Afinal, um problema só pode ser resolvido se você entende suas partes como um todo, não é mesmo?

A embreagem faz parte do sistema de transmissão do carro e tem o objetivo de transferir a força para a caixa de câmbio. Ou seja, o papel da embreagem é transferir a força, gerada pelo motor do veículo, para as rodas do carro.

Graças à embreagem, o desgaste entre a caixa de câmbio e o motor tende a ser consideravelmente menor, já que a peça ajuda na distribuição da força de uma maneira mais suave e menos intensa.

A embreagem é formada por três peças fundamentais, sendo elas o platô, o disco e o rolamento. O conjunto ajuda no controle da movimentação do veículo, além de facilitar a mudança de velocidade por conta do engate da marcha.

Embreagem dura: o que pode ser? É sempre sinal de problema?

Como dissemos no início do artigo, a embreagem dura é um dos fatores que mais assustam os motoristas.

Por isso, é comum classificá-las como problemas graves com o carro. Contudo, isso nem sempre é verídico.

Na verdade, o endurecimento da embreagem pode ser apenas um sinal, mostrando que seu carro precisa de uma vistoria de um bom mecânico – ou, às vezes, apenas de sua atenção.

Na grande maioria das vezes, as embreagens apresentam problemas por conta do mau uso dos donos dos veículos.

Descansar o pé no pedal, dar fortes pisadas no pedal ou mesmo ignorar algumas manutenções básicas, que devem ser feitas periodicamente, são algumas coisas a se evitar.

As embreagens, quando bem utilizadas e em condições normais, podem durar até 80 mil quilômetros rodados. Ou seja, é um tempo bastante amplo, se pararmos para analisar.

Contudo, outros pontos, como o excesso de peso, também ajudam no desgaste da peça, fazendo com que ela apresente uma série de problemas muito antes do tempo limite.

Problemas na embreagem

Vimos que o mau uso da embreagem pode acarretar uma série de complicações para a peça, incluindo o desgaste.

Com a chegada desse desgaste, que foi ocasionado de forma incorreta, os problemas na embreagem começam a surgir. E isso também inclui a temida embreagem dura.

Na grande maioria das vezes, os problemas na embreagem também se apresentam em formas de barulho ou mesmo na desregulagem da peça em si. Portanto, é necessário se atentar a esses pontos importantes.

Barulhos vindos da embreagem

Barulhos na embreagem são bastante comuns quando a mesma se encontra danificada. O problema, no entanto, é identificar qual é “o problema” que está desencadeando os sons.

Apesar de diversos fatores culminarem nos sons de alerta, há uma grande probabilidade de que o kit de embreagem já esteja deveras desgastado. Isto porque, no fim de sua vida útil, é comum escutar sons de ruído metálico e estalos, que indicam um problema no rolamento da peça.

Embreagem desregulada

Nem todos os problemas da embreagem são acusados pelos chiados e barulhos que a peça faz. Na verdade, a embreagem desregulada se manifesta de uma forma bastante diferente.

Um fator que pode ajudá-lo a identificar se sua embreagem está desregulada ou não é a posição do pedal.

Muitas das vezes, o pedal tende a ficar mais alto e menos confortável, fazendo com que o motorista precise retirar totalmente o pé do mesmo.

Caso isso esteja acontecendo com você, é um sinal de que a desregulagem da sua embreagem se faz presente. E se isso não fosse o suficiente, a desregulagem da peça também pode diminuir sua vida útil, consideravelmente.

Embreagem dura: o que pode ser?

Sabemos que a embreagem dura nem sempre é um sinal de problemas graves, fazendo com que o motivo de sua rigidez seja, simplesmente, a falta de uma atenção maior por parte do proprietário do veículo. Porém, isso só acontece na minoria das vezes.

Um dos pontos que podem causar a famosa embreagem dura é a quebra ou o estiramento excessivo do cabo da embreagem.

Com isso, é preciso entender que o cabo necessitará de um ponto de pressão exato para empurrar e puxar a embreagem, de forma que a mesma funcione corretamente.

Outro ponto que também pode ter endurecido a sua embreagem é um problema com o cilindro da embreagem, que pode ter apresentado uma folga ou um defeito mais grave.

As folgas fazem com que o cilindro não forneça a pressão correta para o funcionamento do sistema.

Além das duas causas citadas acima, outra pode ser a presença de ar na linha hidráulica, comprometendo assim todo o sistema hidráulico da peça. Isso se dá porque o ar toma conta de toda a região que o fluido precisa para construir sua pressão.

Outro ponto que também pode estar ocasionando o problema é a ligação fora de ajuste, gerando a transmissão de força de forma errada para o sistema.

Ou seja, nada mais e nada menos do que componentes incompatíveis com o sistema do seu veículo.

Embreagem dura? Confira os possíveis diagnósticos

Como vimos acima, há uma série de fatores que podem causar a embreagem dura. Contudo, mais importante do que verificar suas causas é saber como repará-las e, principalmente, como evitá-las.

Para identificar um possível defeito na embreagem do seu veículo, é preciso manter seus sentidos bastante atentos.

Por isso, procure perceber se o seu carro produz algum som peculiar, seja ele um barulho mais alto ou apenas um ruído.

Caso o mesmo som desapareça ao colocar seu pé na embreagem, é possível que haja um problema no ponto de contato entre a embreagem e o pivô.

Contudo, caso o problema acima não seja o que afeta o seu carro, procure fazer outro teste. Desta vez, mantenha-se atento aos barulhos de pequenas peças metálicas em atrito. Mas, dessa vez, não empurre a embreagem.

Se, de fato, você ouvir um ruído metálico, pode ser que o problema esteja na transmissão, outro componente importantíssimo da embreagem. Porém, caso você não ouça barulho algum, prossiga com o teste para identificar a causa da embreagem dura.

Nessa etapa, deixe o veículo em ponto morto e empurre o pedal da embreagem, ouvindo o ruído com atenção.

Caso seja possível notar um ruído agudo enquanto pressiona a embreagem, é bem provável que o problema esteja no rolamento da peça, ou em sua liberação. Contudo, caso você ainda não consiga ouvir o ruído, continue com o teste.

Seguindo para a última análise dos nossos testes, pressione o pedal da embreagem até o final. Caso seja possível ouvir um ruído metálico, certamente o problema estará no rolamento da peça ou na bucha do eixo piloto.

Como resolver o problema da embreagem dura?

Caso você não tenha conseguido identificar o problema, ou simplesmente deseja resolvê-lo da melhor forma possível, o ideal é saber como resolver o problema da embreagem dura de uma vez por todas.

Sem dúvidas, uma das melhores formas de se resolver o problema é levando o seu veículo em um mecânico de confiança, ou a uma oficina especializada.

Dessa forma, será mais fácil identificar a origem do problema e, consequentemente, resolvê-lo sem qualquer tipo de contratempo.

Outro ponto que pode ajudá-lo a resolver esse problema é realizar uma pequena vistoria no seu veículo, identificando a lubrificação e a limpeza do sistema de acionamento. O lado positivo desse método é que você mesmo poderá fazê-lo.

Contudo, existe a possibilidade de que o kit de embreagem esteja severamente danificado ou desgastado. Caso isso aconteça, a melhor coisa a se fazer é levar o seu veículo até um profissional, para que o mesmo possa substituir as peças ele mesmo.

Conclusão

Como acabamos de ver, a embreagem dura não é um bicho de sete cabeças como estamos acostumados a pensar. E, depois de ler esse artigo super completo, temos certeza de que você está mais que apto para identificar o problema e, consequentemente, resolvê-lo.

Siga as nossas dicas e tenha muito cuidado com o manuseio da sua embreagem. Temos certeza de que ela durará muito aos seus cuidados!