Quanto tempo dura uma bateria de carro?

Quanto Tempo Dura Uma Bateria de Carro? Como Fazer Durar Mais?

Entender quanto tempo dura uma bateria de carro é de vital importância. Afinal, muitos condutores, certamente, já enfrentaram a situação incômoda de tentarem dar a partida em seus veículos e, infelizmente, não conseguirem ligá-los de forma alguma.

Esse imprevisto – seja com o carro na rua ou estacionado na garagem da sua casa – não é raro de acontecer.

Muitos indivíduos pensam, logo de cara, que a causa é algum tipo de problema relacionado à bateria do automóvel.

Porém, não têm nenhum tipo de conhecimento acerca do seu funcionamento, duração ou como fazer para estender a vida útil.

Do mesmo modo, a mecânica de um carro pode apresentar problemas nos mais variados componentes.

Trata-se de algo natural, podendo ocorrer com todos os veículos. Todavia, é possível reduzir sensivelmente as chances de que tais problemas aconteçam

É de grande utilidade que o proprietário de um automóvel aprenda tudo o que puder acerca de uma de suas partes mais relevantes: a bateria.

Pensando nisso, abordamos, ao longo deste artigo, as principais informações sobre o assunto. Boa leitura!

Quanto tempo dura uma bateria de carro?

Quanto tempo dura uma bateria de carro?
Fonte: Dinamicar Pneus

Antes de saber o tempo de duração da bateria do seu carro, é necessário levar em consideração que a longevidade desse equipamento é bastante variável.

A princípio, é inegável que há marcas com uma maior durabilidade do que outras.

Existem fabricantes que, por exemplo, comercializam linhas especialmente projetadas para aumentar tanto a durabilidade quanto a segurança demandada por automóveis com maior nível de componentes elétricos e eletrônicos embarcados, assegurando a performance e o desempenho de todos os equipamentos.

De acordo com especialistas, há baterias que, em média, apresentam durabilidades de dois a três anos.

Porém, essa longevidade pode se reduzir em até 50% se o proprietário do veículo não tomar os devidos cuidados – muitos dos quais aparecerão nas linhas a seguir.

Como fazer a bateria durar mais?

Como você sabe, a bateria do carro é um item indispensável para que ele ligue e funcione apropriadamente.

A peça é constituída por placas de chumbo (negativas e positivas) e uma solução à base de ácido sulfúrico (o eletrólito). Esses itens ficam alojados no interior da caixa plástica.

Apesar de ser recarregável, chegará uma hora na qual a sua bateria descarregará de vez, passando a não aceitar novas cargas.

Isso significa que ela chegou, definitivamente, ao fim da sua vida útil.

Porém, há uma boa notícia: existem certos hábitos de conservação que visam prolongar ao máximo essa durabilidade.

Sob o mesmo ponto de vista, elencamos as principais medidas ao longo do presente artigo.

Agora que você já sabe quanto tempo dura uma bateria de carro, então, continue lendo com atenção para saber como estender sua vida útil.

Entenda o seu funcionamento

Desde uma perspectiva didática, é possível afirmar que a bateria é a peça responsável pelo armazenamento de energia. Além disso, você pode recarregá-la por meio do alternador.

Bem como acontece de uma forma química, a bateria dispõe de óxido de chumbo (além de placas de chumbo), sendo dotada, ainda, de revestimento composto por ácido sulfúrico.

Nesse processo, a energia química se converte em energia elétrica sempre que é necessário.

Portanto, a responsabilidade desse componente é manter todos os sistemas eletrônicos e elétricos em stand by durante o tempo em que o carro está desligado, dando partida no veículo e, evidentemente, alimentando o sistema elétrico, a fim de assegurar a iluminação.

Identifique o momento de trocar a bateria

Dentre os sinais indicativos de que se aproxima o momento de realizar a troca da sua bateria pode ser identificado quando as partidas passam a ficar mais difíceis, especialmente, pela manhã.

Desse modo, caso o seu automóvel demore um pouco a mais para “pegar”, você pode estar diante de um claro sinal de que sua bateria está terminando.

Isso é agravado, conforme mencionado, em dias mais frios, de tal forma que é fácil perceber a diferença.

Fique atento às luzes do painel

Se as luzes do painel ficam acesas com o carro desligado, isto é, quando você gira sua chave somente uma vez, elas necessitam apresentar a mesma luminosidade presente no veículo ligado.

Logo, se você perceber que o seu painel está com luzes mais fracas ou apagadas, isso pode ser um sinal de que existem problemas na bateria de seu automóvel.

Sempre que a peça começa a sofrer desgastes, ela passa a ser incapaz de segurar as funções mais simples (sem contar com o movimento do carro para abastecê-la de modo contínuo).

Ao notar essa característica, saiba que chegou a hora de fazer a troca da bateria do seu veículo.

Previna-se contra eventuais falhas elétricas

O sistema elétrico de seu carro inclui elementos como o alarme, o ar-condicionado, os vidros elétricos e os faróis.

Esses itens podem oferecer várias “dicas” acerca do momento correto de trocar a peça e também interferem em quanto tempo dura uma bateria de carro.

Uma vez que esses sistemas dependem diretamente da bateria, sua performance se prejudica quando esta se encontra em más condições de preservação.

Em conclusão, sempre que notar eventuais falhas, lentidão ou fraqueza nas luzes, por exemplo, é altamente recomendável analisar imediatamente o estado da sua bateria, evitando falhas elétricas.

Realize manutenções preventivas

A bateria, assim como outras peças no seu carro, também requer manutenções regulares. Nesse sentido, é vital realizar visitas em estabelecimentos especializados.

Outra recomendação relevante é procurar por uma boa oficina sempre que a sua bateria apresentar algum indicativo de falhas, incluindo ruídos e complicações ao ligar o veículo.

Em outras palavras, você evitará problemas, podendo realizar ajustes e, até mesmo, trocar a bateria antes que ocorram situações complicadas em meio ao trânsito.

Além disso, lembre-se de que as atividades de manutenção preventiva auxiliam na redução de custos, já que prolongará a longevidade da peça sem, para tanto, prejudicar outros componentes de seu carro.

Não deixe o seu carro parado por longos períodos

De maneira idêntica, você deve estar ciente do fato de que, quanto mais um automóvel permanecer parado, tanto maiores serão as probabilidades de apresentar graves problemas.

Evidentemente, uma dessas consequências negativas é a descarga da bateria.

Isso ocorre porque, mesmo estacionado na garagem, os carros continuam a consumir a energia proveniente de suas baterias, causando redução significativa em sua durabilidade.

Dito de outra forma, deixar o carro parado prejudica a longevidade da sua bateria.

Desligue tudo ao dar a partida

Uma dica fundamental: nunca deixe nenhum de seus aparelhos ligados ao dar a partida no carro, pois isso interfere em quanto tempo dura uma bateria de carro.

Tenha em mente que a bateria consiste na fonte de energia, responsável pelo funcionamento de todos os equipamentos (evidentemente, elétricos) do seu veículo.

Logo, quanto maior a quantidade de aparelhos ligados, tanto maior será o desgaste para a sua alimentação simultânea.

Desse modo, é necessário ficar atento e manter faróis, rádio e ar-condicionado desligados antes que a partida seja dada no seu automóvel.

Desligue os seus equipamentos ao sair do automóvel

Assim como não é aconselhável deixar equipamentos ligados no carro no momento de dar a partida, também não é indicado utilizá-los com o automóvel desligado. Isso tende a causar grandes desgastes na bateria.

Dessa forma, sempre que estacionar o seu veículo, verifique se, por acaso, não deixou algum equipamento ligado e, só então, feche as portas.

Finalmente, uma orientação interessante é usar, sempre, a bateria mais adequada ao modelo de seu carro (para tanto, basta analisar as recomendações no manual do veículo).

Alguns condutores tendem a instalar baterias dotadas de maior ou menor capacidade, no intuito de ter mais potência ou economizar dinheiro.

Na realidade, porém, essa prática pode reduzir bastante a vida útil de sua bateria, gerando mais gastos futuros.

Assim, lembre-se de que uma bateria do carro dura, normalmente, de dois a quatro anos.

Entretanto, é óbvio que tudo dependerá dos cuidados que você tiver com a peça e, ainda, da marca selecionada.

Seja como for, tenha bastante atenção, a fim de que a sua bateria não o deixe em apuros em pleno trânsito, parando de funcionar “de repente”.

Cuidado com a temperatura

Tanto o frio quanto o calor são elementos que influenciam significativamente na condução de eletricidade.

Por outro lado, os fios que integram os terminais, a liga de chumbo e os polos conectados à bateria são de metal.

Portanto, as temperaturas extremas alteram o modo de reação desses componentes, mudando a sua capacidade de transmissão de energia.

Contudo, é bastante comum que as baterias “puxem” mais energia durante os períodos de frio.

Isso ocorre em função da retração de peças, gerando sobrecarga de calor – assim que as reações químicas passam por uma aceleração, as temperaturas altas modificam a sua reação interna e, em consequência, o processo corrosivo nas ligas de chumbo é acelerado, antecipando o fim “natural” de sua vida útil.

Utilize conscientemente o rádio, as lâmpadas internas e os faróis

Em termos gerais, a vida útil de uma bateria automotiva é sensivelmente reduzida quando o motorista a utiliza com mais intensidade ou frequência.

Observar a sua utilização, bem como os dispositivos elétricos (faróis, as lâmpadas internas, o rádio, entre outros), implicam em duas formas de saber qual será a duração do item.

Por esse motivo, preste atenção, sobretudo, no rádio e nos faróis.

Nunca os deixe ligados quando o veículo estiver desligado, pois eles elevam os níveis de consumo de energia. Com o tempo, isso pode reduzir significativamente a longevidade da sua bateria.

Evite a sujeira nas conexões

Todas as peças (sejam de automóveis 0 km ou antigos), à medida que o tempo passa, podem se desgastar, ficando sujas.

Trata-se de um fenômeno natural, mas, ao não limpar os itens de seu carro, diversos problemas podem surgir em seu funcionamento, afetando inclusive a vida útil da bateria.

Limpe os terminais de sua bateria

Caso queira saber quanto tempo dura uma bateria de carro e, também, o que pode fazer para elevar sua durabilidade, uma recomendação essencial consiste em limpar os terminais.

Tal procedimento é considerado “padrão”, podendo prolongar consideravelmente a sua vida útil.

Sendo assim, sempre que você notar problemas ao dar partida no seu carro, convém observar a bateria para ver se ela necessita de algum tipo de reparto.

Aja da mesma forma nas verificações de rotina, pois o procedimento tende a ser bastante rápido e simples.

Para realizá-lo, bastará aplicar um pouco do popular bicarbonato de sódio – em solução com água. Na sequência, espere até que apareça a espuma, remova-a e seque bem.

Recarregue a bateria

Uma boa recomendação para verificar, por si mesmo, o tempo de duração da bateria do seu automóvel: preste atenção ao funcionamento do carro.

Ou seja, se o veículo “engasgar” (não funcionar adequadamente na estrada), terá um claro indicativo de que chegou a hora de efetuar a recarga da peça.

Entretanto, é bastante comum que os condutores tentem dar uma última carga em suas baterias (realizando a chamada “chupeta”).

Embora essa solução possa ser boa para quem necessita sair do meio de uma via movimentada, não é o procedimento ideal, à medida que gera, possivelmente, consequências negativas no sistema de funcionamento.

Substitua a peça

Em suma, para saber o tempo de duração da bateria de seu carro, você pode verificar se o veículo não liga de modo algum.

Nesse caso, o melhor a fazer é solicitar a intervenção de um profissional qualificado, a fim de analisar a bateria.

Se o parecer do profissional for negativo, então, esse é o momento de realizar a troca da peça.

Por tal motivo, dispondo de recursos e de tempo, realize a substituição sempre que necessário.

Acima de tudo, antes de efetuar a troca, descarte apropriadamente a bateria.

Lembre-se que resíduos desse tipo podem gerar vários impactos deletérios, como intoxicações e a destruição de certas formas de vida no meio ambiente.

Não use bateria recondicionada

Cumpre ressaltar, por fim, a necessidade de evitar a utilização de uma bateria recondicionada.

Todos os condutores sabem que as baterias desse tipo não representam bons negócios.

Conforme as melhores práticas dos proprietários de veículos, convém, ainda, não buscar “receitas milagrosas”.

O mais importante é manter a prudência no momento de adquirir o produto e, também, nas atividades de preservação, uma vez que há grandes riscos de acidentes.

Afinal de contas, a manutenção da sua bateria deve ser efetuada por profissionais especializados, isto é, pessoas que realmente entendam perfeitamente como é o funcionamento da peça.