quanto tempo dura um pneu

Quanto Tempo Dura um Pneu? Entenda Tudo Aqui

Saber quanto tempo dura um pneu é uma tarefa indispensável para o condutor do veículo.

Afinal, essa é uma peça muito importante, e que necessita de uma atenção especial, para evitar acidentes.

Assim, nesse artigo, você vai aprender não apenas quanto tempo um pneu dura, mas também os fatores que mais o desgastam conforme o uso, e como fazer durar mais.

Quanto tempo dura um pneu de carro?

Quanto tempo dura um pneu de carro?
Fonte: Azul Seguros

Os pneus de carros contam com uma durabilidade bem maior que alguns outros veículos, como as motos.

Mas, claro, é preciso considerar as condições de utilização desse pneu, como os cuidados que o motorista possui, o tipo de estrada geralmente utilizada e outros fatores.

Nesse sentido, tudo vai depender também da quilometragem, sendo esse um fator indispensável para a duração dessa peça.

Afinal, em termos práticos, um pneu que não passa por nenhum desgaste, obviamente, vai durar bem mais do que outro que tem uma rodagem frequente.

Assim, um pneu com uma boa qualidade tende a durar aproximadamente de 40 mil km a 80 mil km.

Para isso, entretanto, é preciso tomar os devidos cuidados, bem como fazer uma manutenção preventiva da peça.

Isso envolve, por exemplo, uma calibragem ideal para que ele não rode murcho, o que pode atrapalhar bastante a vida útil do pneu.

Quanto tempo dura um pneu de moto?

Quanto tempo dura um pneu de moto?
Fonte: GARAGEM 360

De uma forma geral, o pneu da moto (algumas boas marcas aqui) possui um tempo de duração bem menor que o de um carro.

Nesse sentido, tudo vai depender também da qualidade da marca, que vai oferecer um índice de durabilidade mais variado realmente.

Outro fator importante é em relação ao tipo de estrada na qual se utiliza esse pneu. Afinal, em estradas sem asfalto, eles estragam muito mais rápido.

Assim, um pneu de boa qualidade dura entre 10 mil km e 15 mil km.

Mas, lembrando, há fatores externos que vão interferir bastante nessa questão.

Nesse sentido, também já é possível encontrar algumas marcas que oferecem ainda mais performance. Dessa forma, sua durabilidade alcança índices de até 25 mil km, desde que seja no asfalto.

Além do mais, também é preciso respeitar a vida útil do pneu, levando em consideração as condições como a incisão de raios solares, por exemplo.

Qual o momento correto de trocar os pneus?

Em relação à troca do pneu, essa não é uma tarefa tão difícil de perceber. Afinal, trata-se de algo bastante visível, devido ao desgaste da peça.

Nesse sentido, um ponto importante a se considerar é que o pneu possui um mecanismo indicatório para esse momento.

Assim, trata-se do chamado TWI, ou Tread Wear Indicator, que são as listas da banda de rodagem do pneu.

Embora pareçam ilustrativas, o TWI serve justamente para mostrar o limite em que se pode utilizar os pneus. Afinal, quando as linhas somem, é porque toda a borracha da peça já passou pelo desgaste total.

Com isso, esse é um indício sólido da vida útil de um pneu, indicando que já está na hora de realizar a sua troca.

Vale lembrar ainda que rodar com os pneus carecas trata-se não apenas de um risco para a segurança nas estradas, mas também um ato ilegal.

Por isso, entender quanto tempo dura um pneu é muito importante também para evitar esse tipo de problema.

Outro fator também muito importante, além do próprio TWI, é em relação à vida útil da própria borracha.

Afinal, ela também acaba perdendo sua qualidade com o passar do tempo, mesmo sem um desgaste tão severo. Isso dado que outros fatores, aliados ao tempo, também interferem na durabilidade dessa peça.

Desse modo, em uma média de uns 7 anos, essa borracha irá perder suas  propriedades fundamentais. Por isso, começará a ressecar e a rachar com muito mais facilidade, também sendo um tempo importante para essa validade.

Quais são os fatores que mais interferem na vida útil de um pneu?

A grande verdade é que para saber quanto tempo dura um pneu é preciso levar em consideração diversos fatores externos. Nesse sentido, sua vida útil irá depender realmente dessas variáveis, que acabam interferindo diretamente nesse tempo.

Esse é o caso, por exemplo, das condições da estrada, a forma de condução do veículo e também a própria qualidade da peça.

Qualidade

Obviamente, a qualidade dos pneus é um ponto indispensável para observar sua durabilidade. Afinal, peças com uma maior qualidade são feitas justamente para durarem bem mais tempo.

Isso dado que sua própria tecnologia e composição volta-se para conferir um desempenho mais eficiente. Por isso, eles realmente conseguem ter um desgaste muito menor se comparados aos pneus de qualidade inferior.

Estrada

Outro fator que também interfere diretamente sobre essa questão são as próprias condições das estradas às quais os pneus serão submetidos.

Afinal, o ideal são as vias planas, que oferecem uma aderência correta e uma estabilidade adequada para o veículo.

Assim, com uma condução muito mais tranquila, é possível desgastar muito menos a borracha, fazendo com ela dure mais.

Nesse sentido, quem roda mais em uma estrada mais desregular, como nas vias de chão, com o solo sem asfalto, faz com que o pneu se deteriore muito mais rápido.

Condutor

Esse é mais um fator externo que interfere diretamente em quanto tempo dura um pneu. Afinal, é justamente o condutor do veículo o responsável por cuidar do automóvel – e isso inclui os pneus.

Nesse sentido, não se trata exatamente da velocidade com a qual o motorista se desloca, mas sim a forma como ele sai e para o carro.

Isso dado que é justamente na hora de arrancar e também de frear que uma parte da borracha do pneu acaba se desgastando.

Assim, realizar essas ações com uma velocidade desmedida prejudica bastante a vida dessa peça. Por isso, o ideal é sempre acelerar e desacelerar de forma gradual.

Como aumentar a durabilidade dos pneus?

Assim como os fatores externos interferem no desgaste do pneu ao longo do tempo, eles também ajudam a fazer com que ele dure por mais tempo.

Então, além dos cuidados necessários para se evitar algumas práticas citadas no tópico anterior, também há outras dicas que podem fazer uma boa diferença.

Alinhamento correto

A primeira questão na hora de aumentar a vida útil do pneu é sempre fazer o alinhamento e também o balanceamento da roda.

Assim, será possível evitar que haja um desgaste incorreto de um lado. Por isso, essa manutenção é realmente muito importante.

Girar os pneus

Outro fator que também faz muita diferença para essa economia é o ato de girar o pneu.

Nesse caso, quando há esse desgaste desigual de um lado ou área, devido à falta de um alinhamento correto, essa é uma solução simples e eficiente.

Afinal, se direciona melhor esse processo, sendo um cuidado que realmente gera um bom resultado.

Calibragem frequente

Como mencionado, dirigir com um pneu devidamente calibrado é indispensável para a correta condução do automóvel.

Por isso, fazer uma inspeção frequente, vistoriar e calibrar os pneus de forma ideal também ajuda bastante a economizar essa peça.