loader image

Prós e Contras do Argo: Vale ou Não Vale a Pena?

Desde o seu lançamento em 2017, havia forte expectativa sobre quais seriam os prós e contras do Argo, o modelo da Fiat que nasceu com a missão de ser líder do mercado no Brasil.

Mas, de lá para cá, o Fiat Argo conquistou o público com as suas versões Argo 1.0 e Argo 1.3, ganhando a liderança, como pretendido pela montadora. Além disso, assumiu o maior número de emplacamentos em 2020, no auge da pandemia da Covid-19.

Logo, fica claro que o Fiat Argo tem mais prós do que contras, certo?

Não é bem assim, caros amigos.

Apesar da liderança no mercado brasileiro e da forte procura – Argo tem sim muitos pontos positivos –, os carros da Fiat também esbarram em problemas, principalmente a versão 1.8.

Mas, para não restar dúvidas sobre o Fiat Argo e se vale ou não vale a pena comprá-lo, a Review Auto analisou e trouxe os prós e contras dessa versão tão procurada da Fiat no Brasil.

Pisa fundo e vamos que vamos!

Ficha técnica do Fiat Argo Drive 1.0

Antes de começar os prós e contras do Argo, trouxemos a ficha técnica do Argo 1.0 Drive, fabricado em Betim/MG, com alguns itens de série e opcionais. Veja a seguir:

Motor

  • Nº de cilindros: 3
  • Cilindrada (cm³): 999
  • Válvulas: 6
  • Taxa de compressão: 13,2:1
  • Potência máxima: Gasolina: 72 cv @ 6250 rpm / Etanol: 77 cv @ 6250 rpm
  • Torque máximo: Gasolina: 10,4 kgfm @ 3250 rpm / Etanol: 10,9 kgfm @ 3250 rpm
  • Transmissão: câmbio manual de 5 marchas

Freios

  • Freios: a disco/tambor

Direção

  • Direção: elétrica

Suspensões

  • Suspensão dianteira: McPherson, independente com barra estabilizadora
  • Suspensão traseira: eixo de torção

Rodas e pneus

  • Rodas: aro de aço 14 polegadas
  • Pneus: 175/65 R14

Dimensões (mm)

  • Comprimento: 3998
  • Largura sem retrovisores: 1724
  • Altura: 1503
  • Distância entre os eixos: 2521

Capacidades

  • Porta-malas: 300 litros
  • Tanque: 48 litros
  • Carga com 5 passageiros + bagagem: 400 kg
  • Peso em ordem de marcha: 1105 kg

Itens de série

  • Ar-condicionado
  • Computador de bordo
  • Brake Light
  • ESS (Sinalizador de frenagem de emergência)
  • Isofix
  • Airbag duplo
  • Freios ABS com EBD
  • Quadros de instrumentos de 3,5”
  • Travas e vidros elétricos
  • Central Multimídia Uconnect 7 polegadas
  • Porta-malas com iluminação e ganchos de fixação
  • Sistema de monitoramento de pressão dos pneus
  • Banco do motorista com regulagem

Opcionais

  • Sensor de estacionamento
  • Faróis de neblina
  • Retrovisores externos elétricos com Tilt Down
  • Controle de estabilidade
  • Controle de tração
  • Interior escurecido
  • Ar-condicionado digital
  • Acabamento exclusivo S-Design

Quais os prós e contras do Argo? Vantagens e desvantagens do carro da Fiat Argo

Primeiramente, você deve se lembrar que o surgimento da Fiat Argo tinha o propósito, não só de liderar, mas também o de substituir os modelos Palio, Bravo e Punto, certo?

Mais do que isso, as versões do hatchback Argo também vieram para competir diretamente com o Hyundai HB20, Chevrolet Onix 1.0 e o VW Polo.

Bateu de frente, encarou e levou a liderança, certo?

Por outro lado, será que não tem nada de errado com o Fiat Argo Drive? Alcançou altas vendas, superou os grandões, então só deve ter pontos positivos, não?

É o que vamos descobrir nos prós e contras do Argo. Acompanhe!

Prós e contras do Argo: vantagens da Fiat Argo Drive

Há tantas vantagens do Fiat Argo Drive, que resolvemos separar por tópicos abaixo:

  • Custo x benefício
  • Motores modernos
  • Variedade do hatch compacto
  • Tecnologia
  • Confortabilidade
  • Forte valorização para revenda
  • Revisões mais em conta
  • Falta de concorrência

Custo x benefício do Argo

Basicamente, todo carro, seja da Fiat, Volkswagen ou Ford, sai de fábrica com o mínimo que você espera dele. Por exemplo, ar-condicionado, vidros e travas elétricas, computador de bordo e direção elétrica.

Mas o Argo Drive 1.0 já chegou chegando com o seu sistema de monitoramento de pneus, comandos de voz, conectividade com Apple CarPlay e Android Auto, fora a sua central multimídia Uconnect com tela de 7 polegadas.

Apesar de uma política de preços mais pesada, todos esses benefícios podem ser encontrados em um Argo 1.0 por menos de R$ 65 mil na concessionária, ou até mesmo mais barato, menos de R$ 60 mil na rede da marca italiana.

Motores modernos

Tanto o motor 1.0 quanto o 1.3 Firefly são motores mais atuais, que entregam desempenho e grande eficiência.

Enquanto o Argo 1.0 Drive traz um rendimento de 77/72 cv e torque de 10,9 kgfm em seus três cilindros e transmissão manual de 5 marchas, o Argo Drive 1.3 entrega 109 cv e 14,2 kgfm em quatro cilindros.

Apesar da modernidade, algumas pessoas podem ter problemas com esses motores, considerando até mesmo sofrível, principalmente, o Fiat Argo Drive 1.0. Mas isso pode depender de cada perfil de usuário, até porque a linha Argo, como sabemos, é líder de vendas.

Variedade do hatch compacto

Outro ponto positivo entre os prós e contras da Fiat Argo é a diversidade de versões. Tem uma versão para cada gosto e bolso, com três diferentes motores (1.0, 1.3 e 1.8), e opcionais interessantes.

Veja abaixo todos as seis versões da Argo:

  • Argo 1.0
  • Argo 1.0 Drive
  • Argo Drive 1.3 S-Design
  • Argo Trekking 1.3
  • Argo Trekking 1.8 AT
  • Argo HGT 1.8 AT

Tecnologia

Falamos ali em cima que o Fiat Argo contempla seus usuários com uma Central Multimídia Uconnect de 7”, além da conectividade Android Auto e Apple CarPlay, mas isso não é somente no Fiat Argo Drive 1.0.

A montadora resolveu atender os pedidos dos fãs e removeu a Central Multimídia de 9 polegadas da linha Drive 1.3 S-Design, adicionando o Uconnect 7” também, além de um sensor de estacionamento.

Bons atalhos físicos para volume e mudança de faixa, além de comandos de volume e faixas atrás do volante completam o S-Design do Fiat Argo.

Também no 1.0 Drive tem ar-condicionado, direção elétrica, display digital de 3,5 polegadas, sistema Start&Stop, vidros e travas elétricas, fixação Isofix e cintos de segurança retráteis para todos os ocupantes.

Conforto

O conforto também é uma das razões para o sucesso do carro do Fiat Argo, e claro que não podia ficar de fora da nossa lista de prós e contras do modelo dessa marca.

A sensação de dirigir um carro confortável é o que todo mundo quer e esse hatch acertou em trazer uma suspensão traseira e amortecedores com excelente calibre capazes de filtrar buracos e estabilizar nas curvas.

Sem contar o espaço que acomoda muito bem os passageiros, detalhe que pode ser definitivo para famílias maiores.

Quer mais? O Fiat Argo entrega isolamento acústico e acabamentos superiores aos modelos anteriores da marca.

Forte valorização para revenda do Argo

Enquanto alguns carros perdem seu valor com o tempo, facilitando os compradores de seminovos, o Fiat Argo tem alta valorização.

Para ter uma ideia, entre setembro de 2020 a abril de 2021, a versão Trekking 1.8 valorizou mais de 15% no mercado de carros usados, seguido pelo Argo 1.0 Drive, no mesmo período.

Os dados são da KBB Brasil, que fez o levantamento dos 8 meses, a partir da época em que o Fiat Argo esteve entre os veículos mais vendidos.

Revisões mais em conta

Se a sua preocupação é com o custo de manutenção do carro, que geralmente se torna a pedra no caminho dos condutores, pode ficar tranquilo.

Entre os prós e contras do Argo, com certeza o preço da revisão é uma das grandes vantagens frente aos rivais, como o Volkswagen Polo, pelo menos no 1.0.

Isso se deve às derivações com os motores Firefly, que garantem revisões mais baratas na categoria de hatch compacto.

Para entender isso, vamos pegar o Argo 1.0 com 50.000 km rodados, totalizando R$ 472 de manutenção (dados de abril/2022), enquanto o Argo 1.8, com a mesma quilometragem, sai a R$ 580, mesmo valor do Cronos 1.8.

Um pouco acima do Argo 1.8 está o Mobi 1.0 Fire, custando R$ 588. Perceba que estão quase todos na mesma faixa, mas o preço final das revisões muda.

Veja abaixo a nossa tabela de preços do Argo e Polo para você ter uma ideia:

Argo 1.0

  • 10.000km: R$ 432,00
  • 20.000km: R$ 604,00
  • 30.000km: R$ 444,00
  • 40.000km: R$ 1.388,00
  • 50.000km: R$ 472,00
  • 60.000km: R$ 788,00
  • Total: R$ 4.128,00

Argo 1.3

  • 10.000km: R$ 480,00
  • 20.000km: R$ 660,00
  • 30.000km: R$ 500,00
  • 40.000km: R$ 1.580,00
  • 50.000km: R$ 524,00
  • 60.000km: R$ 844,00
  • Total: R$ 4.596,00

Argo 1.8

  • 10.000km: R$ 544,00
  • 20.000km: R$ 712,00
  • 30.000km: R$ 556,00
  • 40.000km: R$ 960,00
  • 50.000km: R$ 580,00
  • 60.000km: R$ 1.492,00
  • Total: R$ 4.844,00

Polo 1.0 TSI

  • 10.000km: R$ 636,62
  • 20.000km: R$ 695,98
  • 30.000km: R$ 626,38
  • 40.000km: R$ 1.199,81
  • 50.000km: R$ 626,38
  • 60.000km: R$ 695,98
  • Total: R$ 4.481,15

Falta de concorrência

Opa! Mas o Fiat Argo não era concorrente da Hyundai HB20 e da Chevrolet Onix?

E vai continuar sendo, mas para isso, tanto a Hyundai quanto a VW precisam correr.

É que o Volkswagen Onix, o Ford Ka e o Hyundai HB20 sofrem por motivos diferentes.

Enquanto o Onix e o HB20 estão com a produção parada por falta de semicondutores, o Ka perdeu parte dos seus clientes para outros compactos, desde que abandonou a fabricação nacional.

Por conta desses e de outros fatores, o Fiat Argo ganha a preferência dos clientes.

Prós e contras do Argo: desvantagens da Fiat Argo Drive

  • Falta de câmbio automático nas linhas Argo 1.0 e Argo 1.3
  • Alto consumo de combustível na versão Argo 1.8
  • Dirigibilidade deixa a desejar

Falta de câmbio automático nas linhas Argo 1.0 e Argo 1.3

Uma coisa que muita gente sentia falta no carro do Fiat Argo é do câmbio automático CVT de 6 velocidades, algo restrito às versões do 1.8, mais caras, inclusive.

Claro que os propulsores Firefly, mesmo sem o pedal da embreagem, são bem melhores do que a linha de transmissão automática Dualogic/GSR (a propósito, já morreu, ainda bem).

Por outro lado, a caixa CVT é aquele item de série que muita gente não dispensa, por isso, para quem estava com o pé atrás por conta desse detalhe, pode respirar aliviado.

A Fiat garante que o modelo Argo com motor 1.0 turbo será o felizardo que vai receber a caixa do tipo CVT com marchas simuladas.

Alto consumo de combustível na linha Argo 1.8

Em matéria de economia de combustível, a versão Argo 1.0 e 1.3 mostram eficiência tanto na cidade quanto na estrada, seja etanol ou gasolina. Tanto é que ambos ganharam o Selo de Eficiência Energética do Inmetro.

Já o 1.8 é um motor beberrão e defasado, ainda que seus 139 cv com E-torQ sejam ótimos nas versões Trekking e HGT.

Veja abaixo as médias de consumo em Km/l do 1.0 com Start&Stop e o Trekking 1.8, para comparativo:

  • Argo 1.0 (cidade/estrada): 9,9 km/l e 10,7 km/l (etanol)
  • Argo 1.0 (cidade/estrada): 14,2 km/l e 15,1 km/l (gasolina)
  • Argo 1.8 Trekking (cidade/estrada): 7,2 km/l e 9,3 km/l (etanol)
  • Argo 1.8 Trekking (cidade/estrada): 10,4 km/l e 12,9 km/l (gasolina)

Dirigibilidade deixa a desejar

Apesar dos prós no conforto, na boa acomodação dos passageiros e no acerto da suspensão traseira, o carro da Fiat Argo traz uns contras em relação à dirigibilidade.

O motivo da reclamação está nos vacilos na cabine, o tamanho avantajado do volante e a pegada não muito boa. Mas não é só isso.

O Argo tem direção leve demais, o que pode comprometer as manobras de retorno, além dos famosos engates esponjosos da Fiat.

Ainda que a leveza da direção seja um ponto favorável, a falta de firmeza em velocidades maiores passa uma sensação de insegurança. Infelizmente, é um ponto fora da curva do Argo.

Comprar um carro da Fiat Argo vale ou não vale a pena?

Esses foram os prós e contras do Argo e, como deu para perceber, são muito mais prós do que contras, o que reforça a qualidade e a liderança desse modelo da Fiat.

Por isso, vale muito a pena comprar um carro Fiat Argo, tanto 0 km quanto um seminovo.

Mesmo diante de alguns defeitos, os novos proprietários do Argo também precisam considerar a avaliação do carro como seminovo, afinal, se precisarem vender, já sabem que não vão ficar muito no prejuízo.

Então, procure uma concessionária e faça um test drive. Avalie o carro pessoalmente, sinta o espaço e o barulho do motor e escolha a sua melhor versão.

Para conferir mais informações sobre carros e motos, é só continuar com o Review Auto!

E então, o que você achou? Deixe um comentário abaixo ou envie um e-mail para a nossa equipe se tiver dúvida. Não se esqueça de compartilhar com seus amigos nas redes sociais.

Até a próxima!