Ainda vale a pena ser Uber?

Vale a Pena Ser Uber? O Que Considerar? Saiba Tudo Aqui

Desde que chegou ao Brasil, o Uber se tornou uma boa alternativa ao transporte público e logo ficou bastante popular. Mas, mais do que isso, o aplicativo transformou o nosso carro em uma ferramenta para gerar renda. Entretanto, com o aumento dos gastos envolvidos nessa profissão, será que ainda vale a pena ser Uber?

Ainda vale a pena ser Uber? Confira os prós e contras dos motoristas de aplicativos

Ainda vale a pena ser Uber?
Fonte: Motorista Elite

Como sabemos, o mercado de trabalho no Brasil não é fácil. Por isso, muitas pessoas buscam por alternativas para ter uma renda extra ou sua renda principal, como é o caso dos motoristas de aplicativo.

Entretanto, os gastos envolvidos na profissão aumentaram muito nos últimos anos.

Por exemplo, apenas no ano de 2021, o combustível aumentou quase 50% em relação ao ano de 2020. Além disso, os valores de manutenção e aluguel de carros também aumentaram.

Então, será que ainda vale a pena ser Uber?

Antes de responder essa pergunta é importante ressaltar que uma profissão não é considerada boa ou ruim apenas pelo quanto é possível lucrar com ela.

Na verdade, existem muitos fatores envolvidos que podem fazer valer a pena ou não investir nela.

Então, para responder se ainda é uma boa ideia ser motorista de aplicativo, vamos analisar mais do que as vantagens e desvantagens financeiras.

Vamos considerar também questões que afetam a nossa segurança, saúde física e emocional.

Agora, confira a análise de prós e contras de ser Uber!

Vantagens

1. Você ganha 100% do lucro

Uma das principais vantagens de ser Uber é que, não importa o quanto você fature, o lucro será todo seu no final do mês.

É claro que você precisará fazer um bom planejamento financeiro para arcar com os custos de manutenção do carro, combustíveis e taxas do aplicativo. Mas, no geral, quanto mais você trabalha, mais você lucra.

2. Você tem total liberdade de horário

Apesar de ser necessário fazer um cadastro e ser aceito pela empresa, a Uber não estabelece horários para os motoristas.

A plataforma fica disponível todos os dias da semana, 24 horas por dia, e é você quem define quando e quanto vai trabalhar.

Por isso, você tem total liberdade para trabalhar no dia e horário que forem melhores para você.

Isso também permite que você tenha mais de um emprego ou trabalhe em mais de um aplicativo de transporte privado.

3. Conseguir trabalho é fácil

Diferente de um trabalho formal, com regime de contratação CLT, começar a prestar serviço na Uber é fácil. Basicamente, se você cumprir os requisitos é só começar a trabalhar.

E o melhor é que sempre tem bastante serviço, principalmente para as corridas na categoria Uber X.

Todo o cadastro na plataforma é realizado online e os requisitos para atuar como motorista não são difíceis de cumprir.

Além disso, quem trabalha como motorista de aplicativo não precisa pagar taxas para os órgãos públicos ou ter uma licença da prefeitura para trabalhar, como acontece com os taxistas.

Você precisará apenas pagar o imposto de renda sobre o valor que recebeu, caso não seja isento.

4. É um trabalho que não exige muito fisicamente

A verdade é que todo trabalho é cansativo. Mas, trabalhar como Uber exige menos fisicamente em comparação com algumas profissões. Afinal de contas, você pode trabalhar sentado e no ar condicionado.

O que pode acontecer de vez em quando é um passageiro precisar de ajuda para colocar as malas ou suas compras no carro.

Mesmo assim, esse pode ser considerado um trabalho que não exige muito fisicamente dos motoristas.

Desvantagens

1. As despesas são altas

Nos últimos anos, as despesas para ser Uber aumentaram drasticamente. Em média, os gastos com o carro, como manutenção, impostos e combustíveis, e alimentação ultrapassam os 50% do valor bruto que os motoristas recebem.

Em contrapartida, ao contrário dos motoristas de táxi, o motorista da Uber não tem desconto para compra de automóvel — embora a empresa tenha parceria com locadoras de veículos.

Resumidamente, isso significa que, apesar do lucro ser todo seu, você terá de trabalhar mais para ter o dinheiro necessário para cobrir suas despesas pessoais e profissionais.

Segundo uma matéria da Uol Economia, atualmente os motoristas de Uber em São Paulo precisam trabalhar cerca de 60 horas por semana para lucrar R$ 3.000 por mês.

2. Pode ser um trabalho mentalmente estressante

Apesar de ser um trabalho que não exige muito esforço físico, ser motorista de aplicativo é estressante.

Além de ser necessário muitas horas de trabalho para ter uma renda razoável, muitas vezes é preciso enfrentar o trânsito caótico das grandes cidades.

Outras dificuldades que tornam a profissão de motorista de aplicativo estressante são o assédio dos passageiros, risco de assalto e sequestro relâmpago e calor ou frio intensos.

Sem dúvida, é necessário levar isso em consideração para decidir se vale a pena ser Uber.

3. Não é um trabalho seguro em algumas cidades

Infelizmente, não é raro ouvir relatos de motoristas de aplicativos que foram assaltados ou sofreram sequestro relâmpago.

Apesar das iniciativas da Uber para manter a segurança, o índice de crimes a esses profissionais ainda continua em alta.

Além disso, por passar muitas horas no trânsito, o motorista de aplicativo está mais sujeito a acidentes.

Na verdade, a falta de segurança e as despesas altas é um dos motivos que tem feito muitos profissionais desistirem de trabalhar como motorista da

Uber. Ou seja, para muitos, os ganhos da corrida não vale a pena pelo risco!

4. Não tem direitos trabalhistas

Assim como os demais profissionais autônomos, os motoristas da Uber não têm os direitos trabalhistas previstos na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), como férias, 13º salário, FGTS, etc.

Além disso, se você trabalha como motorista de aplicativo não poderá receber o seguro desemprego ou perderá o benefício, uma vez que estará exercendo uma atividade remunerada.

Contudo, o motorista pode contribuir para o INSS ou ser MEI (Microempreendedor Individual) para ter direito a aposentadoria, auxílio-doença e auxílio-acidente, por exemplo.

Então, vale a pena ser Uber?

Vale a pena ser Uber?
Fonte: eBorges.org

Infelizmente, atualmente (março de 2022) não vale a pena ser Uber. As atuais desvantagens, como falta de segurança, estresse e a altas despesas para manter as corridas não compensam os benefícios.

Mas, embora a profissão de motorista de aplicativo não seja a melhor opção nesse momento, ainda vale a pena ser Uber se você está desempregado e não está recebendo seguro desemprego.

No geral, é fácil começar a prestar serviços na plataforma, pois os requisitos não são difíceis de cumprir.

Além disso, como a plataforma conta com pagamento é semanal, o retorno financeiro é rápido. Então, essa é uma boa alternativa se precisar de dinheiro urgente!

E no seu caso, vale a pena ser Uber?

Se sim, confira a seguir como trabalhar como motorista de aplicativo e algumas estratégias que podem ajudar você a lucrar um pouco mais com as corridas.

Como trabalhar como motorista de aplicativo?

Se você decidiu que para você vale a pena ser Uber, primeiro você precisa cumprir alguns requisitos para se cadastrar como motorista do aplicativo.

São elas:

Na cidade de São Paulo também é obrigatório realizar o curso ConduApp ou ConduTax para trabalhar como motorista de aplicativo. O curso é oferecido pela prefeitura. Ele é online e gratuito.

Para trabalhar como motorista de aplicativo o seu carro também precisa cumprir alguns requisitos.

No caso da Uber, os carros devem ter no máximo 10 anos de fabricação, 4 portas, 5 lugares e ar condicionado.

Além disso, não são aceitos vans, pick-ups, caminhonetes, veículos com placa vermelha, adesivos, plotagem, sinistros, caminhonete ou que sofreram alteração no sistema de freios e suspensão.

Esses são os requisitos básicos para trabalhar como motorista na categoria Uber X.

Contudo, para as demais categorias, como Uber Confort, Uber Bag e Uber Black, é necessário cumprir alguns requisitos a mais.

Caso cumpra esses requisitos você poderá fazer o cadastro online para começar a trabalhar na Uber como motorista.

Para isso, você precisará enviar uma cópia dos seguintes documentos:

  • CNH;
  • Comprovante de residência;
  • Certificado do ConduApp ou ConduTax;
  • Foto de perfil;
  • Atestado de Antecedentes Criminais;
  • CRLV (Certidão de Registro e Licenciamento do Veículo).

Depois de enviar os documentos, a Uber tem até 10 dias úteis para aprovar você como novo motorista. Mas, em média, a aprovação ocorre em menos de 7 dias úteis.

Como lucrar mais com as corridas no aplicativo Uber?

Como lucrar mais nas corridas de Uber?
Fonte: ReviewAuto

Como vimos, para algumas pessoas ainda vale a pena ser Uber.

Se esse for o seu caso, você pode usar algumas estratégias para lucrar um pouco mais com as corridas, mesmo no Uber X.

Veja algumas dicas:

  1. Fique de olho nos locais e horários onde mais há preço dinâmico e planeje-se para trabalhar nesses pontos;
  2. Defina um destino estratégico, como rodoviárias, aeroportos, hotéis ou pontos extremos da cidade. Quando estiver perto de completar sua meta para aquele dia, defina o destino de volta para sua casa;
  3. Alterne entre entregas e viagens para ter trabalho tanto nos horários de pico de transporte como nos horários de pico das refeições;
  4. Preste um serviço de qualidade para aumentar suas chances de receber um valor extra. Quando o passageiro paga uma gorjeta para você, mesmo que pelo aplicativo, o valor é repassado para você sem descontos.

Então, agora que você já sabe se vale a pena ser Uber, venha conhecer os melhores carros para motoristas de aplicativos!