Honda HR-V 1.8

Carros Que Não Podem Usar Engate: 5 Modelos para Ficar de Olho

Você sabia que existem carros que não podem usar engate? Sim, não são em todos os modelos que esse acessório é permitido. Nesse artigo, o blog Review Auto vai detalhar para você quais são esses carros.

Conforme a resolução 197/06 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), o reboque só pode ser utilizado por carros que tenham a capacidade máxima de tração devidamente informada pelo fabricante ou importador.

Essa informação está disponível no manual de instruções dos carros e ajuda os proprietários a evitarem multas e punições.

Utilizar reboque em automóveis que não são homologados pelas próprias fabricantes para esse fim, portanto, é considerado infração de acordo com o artigo 230 do Código Nacional de Trânsito (CTB), que decreta sobre uso do acessório ou equipamento proibido.

Essa situação é considerada infração grave, sendo o condutor penalizado com cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e multa de R$195.

É normal observar alguns veículos com o acessório para reboque. Porém, muitas vezes, o modelo e o tipo do automóvel não foram feitos para carregar cargas muito pesadas ou são  aplicados apenas para “proteger” o para-choque em caso de colisões.

O que é o engate?

O engate de reboque é um acessório instalado na parte traseira do carro para puxar objetos, principalmente a carretinha. O que muitos não sabem é que o engate de reboque é um acessório multifuncional, cujas funções vão bem além de puxar a carretinha.

Outra utilidade usual do engate de reboque é utilizá-lo como acessório para conectar o suporte de bicicletas.

Esse acessório é acoplado ao engate de reboque e funciona como um tripé para que você transporte sua bike na parte traseira do seu carro.

Esse tipo de suporte você consegue instalar apenas no engate do seu carro, o que assegura um transporte muito mais prático e bem mais seguro.

Modelos de Carros que Não Podem Usar Engate

Não se preocupe. Para que você não seja surpreendido, o Review Auto listou os carros que não podem usar engate.

Confira abaixo se seu carro pode ou não usar engate e quais são os modelos proibidos de usá-lo.

1. Toyota Corolla

Toyota Corolla
Fonte: Instacarro

Os modelos do Corolla com data de fabricação até 2019 não têm autorização para rebocar, já que os carros não foram homologados para esse propósito.

Essa situação não é válida para os carros produzidos atualmente, porém, muitos modelos antigos (produzidos entre 2014 e 2019) estão na lista dos mais procurados no mercado de seminovos e usados.

Devemos salientar, também, que outros automóveis da marca, como Camry, Rav4, Etios e Yaris, não possuem homologação para esta finalidade.

2. Nissan Kicks

Nissan Kicks
Fonte: Motor1

Um dos carro-chefe da fabricante Nissan, o modelo Kicks não possui a homologação para realizar reboques, portanto, o uso do engate nesse automóvel também é proibido.

Esse, que é um dos melhores SUV da atualidade, no entanto, não está só na lista dos carros proibidos de carregar reboques.

Outros modelos Nissan como o V-Drive, March e Sentra, além da nova geração do Versa, também não podem usar o equipamento.

O único modelo da Nissan homologado para fazer reboque é a picape Frontier.

3. Volkswagen up!

Volkswagen Up! 1.0
Fonte: Motor Show

Embora esse modelo da fabricante alemã tenha sido descontinuado em 2021, ele ainda é muito procurado no mercado e existem muitos desses carros circulando pelas ruas do país.

Caso você queira utilizar o up! com o engate para reboque, você estará infringindo a lei.

Nenhuma versão do modelo possui autorização para ser usada como reboque.

4. Honda e HR-V

Honda HR-V 1.8
Fonte: iCarros

Sem exceção, todos os carros da linha da Honda no território brasileiro não possuem autorização para fazer reboques.

Se você possui um dos modelos da marca japonesa e tem um engate acoplado ao parachoque, fique atento. O melhor a fazer é não utilizá-lo como reboque para não correr o risco de ser penalizado.

5. Chevrolet Onix/Onix Plus

Onix (Chevrolet)
Fonte: Chevrolet

Esse modelo de automóvel que liderou o mercado em vendas por 6 anos também não pode ser utilizado como reboque.

Em seu manual, tanto da versão sedã como hatch, está especificado que é proibida a utilização do automóvel para realizar reboques.

A instalação de engate é proibida?

A instalação do engate não é proibida, mas é importante seguir uma série de normas e regras criadas pelo Contran, através da Resolução número 197 de 25 de julho de 2006.

Essa resolução se torna necessária porque diversos proprietários de veículos estavam instalando o acessório não com o intuito de fazer o transporte de um reboque, mas sim por motivo de estética ou pela ilusão de que o engate diminui os estragos em casos de colisão traseira.

A partir de 2006, quando a Resolução entrou em vigência, o engate para reboque não passou a ser proibido, entretanto, as normas estabelecidas devem ser aplicadas no carro e no acessório.

Quais são as normas para o engate de reboque?

O engate para reboque pode ser usado apenas em automóveis com peso bruto total de até 3.500 quilos, por condutores habilitados na categoria B, incluindo carros tradicionais e de passeio.

Nos casos dos automóveis com o peso total bruto de até 6.000 quilos, o condutor deve possuir a habilitação de categoria C, permitindo assim a condução de veículos como pick-ups.

Nesse caso, o carro deve possuir a capacidade para tracionar reboques declarada pelo importador ou fabricante no manual do proprietário do veículo.

Requisitos Obrigatórias de um Engate

Além das normas que o engate de reboque precisa seguir, existem alguns requisitos obrigatórios que ele deve cumprir:

  • Formato de esfera maciça;
  • Tomada para conexão;
  • Dispositivo para fixação da corrente de segurança;
  • Ausência de superfícies cortantes e de dispositivos de iluminação

É obrigatório que o acessório seja produzido por uma empresa homologada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

Considerações finais

Caso você instale o engate de reboque no seu carro, lembre-se de conferir se o mesmo está atendendo todas as exigências do departamento de trânsito. Assim, você consegue evitar dor de cabeça, pontos na carteira e até ter o veículo apreendido.

Busque sempre seguir as regulamentações, que apresentamos nesse artigo, pois trata-se de algo primordial.

Se você gosta de informações, curiosidades e reviews sobre esse e outros assuntos relacionados ao mundo automotivo e quer ficar sempre por dentro das novidades, acesse o Review Auto e confira nossos outros conteúdos.

Até mais!