Como ver a validade de um pneu

Como Ver a Validade do Pneu? Aprenda Tudo Aqui

Como ver a validade de um pneu?

Essa é uma dúvida que assombra grande parte dos motoristas. E se essa dúvida também se faz presente em sua vida, hoje falaremos justamente sobre como identificar a validade dos pneus do seu carro.

Assim como qualquer componente produzido em borracha, os pneus necessitam de uma atenção sua.

É muito comum percebermos seu real desgaste durante o período de uso, onde os sulcos deixam de existir e o pneu vai ficando cada vez mais liso. Porém, algo muito mais sério ocorre com seus pneus quando você não os está observando.

Oxidando desde o dia de sua fabricação, o pneu sofre um processo corrosivo intenso, como ressecamento e trincamento, fazendo com que o mesmo perca cada vez mais flexibilidade.

O processo de corrosão ocorre sem qualquer tipo de alteração visível, e isso pode lhe atrair para uma armadilha perigosíssima.

Além do mais, dependendo do tipo de via que você utiliza frequentemente, como ruas de terra ou muitos paralelepípedos, o desgaste dos pneus acontece ainda mais rapidamente.

Muitos vendedores de carros usados se gabam das ótimas condições de seu veículo – além de alegarem, infinitas vezes, que nunca utilizaram o pneu reserva.

Essa ideia, por muitas vezes, parece um ponto bastante positivo. Porém, sabemos agora o quanto isso pode ser perigoso.

Se você já caiu nesse “conto do vigário”, sabe o quão impotente nos sentimos no momento, não é mesmo? Pensando nisso, nós, do blog Review Auto, decidimos mostrar a você como – e onde – ver a validade dos seus pneus.

Sendo assim, continue conosco para aprender absolutamente tudo sobre o assunto.

DOT: entenda tudo sobre a data de fabricação do pneu e como o número pode te ajudar a identificar sua validade

Como ver a validade do pneu?
Fonte: AutoPapo

O Departament of Transportation, conhecido comumente como DOT, é o conjunto de informações a respeito dos pneus, como a própria data de fabricação do produto.

Os Estados Unidos criaram o termo, devido à exigência, por parte da legislação, de informações padronizadas dos produtos produzidos pelas empresas.

As informações ajudam os proprietários a identificarem pontos-chave para entenderem um pouco melhor sobre as condições do produto adquirido.

Portanto, você deve conhecer o DOT do pneu para poder descobrir a data de validade do mesmo. Aqui, nós o ensinaremos a descobrir a validade dos seus produtos a partir de suas informações.

E então, vamos lá?

Como localizar o DOT?

Entender que os pneus sofrem ações deteriorantes ao longo do tempo, mesmo sem serem utilizados, é de suma importância para compreender que, sim, todos os pneus devem ser trocados com certa regularidade, e o que nos diz isso de forma mais técnica são as informações do DOT.

Mas, afinal de contas, onde fica o DOT do pneu?

Saber a localização do DOT de um pneu pode ser uma tarefa difícil para algumas pessoas.

Afinal de contas, essa ainda é uma das dúvidas mais recorrentes dos motoristas, principalmente dos mais novos.

Se você, assim como tantas pessoas, também se vê assombrado por essa questão, saiba que localizar o DOT é uma tarefa pra lá de simples.

O conjunto de informações está localizado na lateral do pneu.

Lá, é possível encontrar uma série de letras e números que, a princípio, não farão tanta diferença assim para você. Porém, no local também é possível identificar a data de fabricação.

Representada pela série de quatro números localizados no final do DOT, a data de fabricação é composta por dois números que identificam a semana de fabricação, e outros dois números que indicam o ano.

Por exemplo, se no DOT do seu pneu aparece a data de 3121, significa que a fabricação do seu pneu ocorreu na 31ª semana do ano de 2021.

Contudo, é possível que você adquira um carro com um pneu reserva com apenas três números gravados em seu DOT.

Se isso acontecer, descarte-o imediatamente, pois a série de três números indica que o produto foi fabricado antes do ano 2000, portanto, já está vencido.

Qual a data de validade de um pneu?

Saber identificar o prazo de validade dos seus pneus faz toda a diferença para o desempenho do seu carro, mas, principalmente, para a sua segurança.

Assim como qualquer produto produzido e comercializado, os pneus também contam com uma data de validade, que inutiliza o uso do mesmo.

Mas, afinal de contas, quando você deve realizar a troca dos seus pneus?

É indicado que a troca dos pneus seja feita a partir de cinco anos após a fabricação. Portanto, se um pneu foi fabricado no ano de 2021, o mesmo deve ser trocado, no máximo, até 2026.

De acordo com o gerente geral de Engenharia e Vendas da Bridgestone, José Carlos Quadrelli, mesmo que um pneu não conte com qualquer sinal de uso, ou avaria visível, é bem provável que, dependendo de sua fabricação, o produto já esteja com sua estrutura totalmente comprometida.

“É o caso dos estepes que nunca foram usados”, diz o gerente geral.

“Embora jamais tenham tocado a estrada, os pneus foram submetidos às ações do tempo e da temperatura, que podem alterar suas características originais”, completa.

Quais os riscos oferecidos por um pneu fora da data de validade?

Riscos de um pneu fora da validade
Fonte: Cobli

Entendemos que, assim como qualquer produto existente, os pneus requerem bastante atenção à sua data de validade.

Mas quais são os potenciais perigos que os pneus fora da validade podem oferecer a você?

Bem, no dia a dia, até que conseguimos notar com facilidade os progressivos desgastes dos pneus do veículo.

Os sulcos desaparecendo, dando espaço a uma superfície uniforme, são uma das características mais notáveis do incansável uso do produto.

Com o surgimento das marcas de uso excessivo, identificamos uma certa “urgência” em trocar os produtos por novos.

Afinal de contas, conhecemos bem os riscos que corremos ao permanecermos com esses itens impróprios para uso.

Contudo, o que podemos esperar de um pneu cuja aparência inalterada esconde uma realidade catastrófica?

Se você quer saber um pouco mais sobre os riscos e características de um pneu vencido, confira em seguida dois aspectos que determinam a condenação do produto.

1. Perda de resistência

Um dos pontos mais perigosos de um pneu fora da data de validade é a sua eventual perda de resistência.

Devido às alterações causadas pelo tempo e pela temperatura à sua estrutura, o pneu vencido costuma apresentar uma superfície menos rígida.

A falta de rigidez do equipamento resulta em menos aderência nas estradas, ou seja, ele fica bastante propício a acidentes diversos.

Porém, apesar de a falta de aderência ser o ponto mais “perceptível”, a falta de rigidez também culmina para o risco de furos e outras lesões à superfície do pneu.

2. Estrutura deslocada

Um dos pontos que mais chamam a atenção dos motoristas é a total sensação de desconforto causada pelo pneu vencido. Essa sensação ocorre devido à estrutura deslocada do pneu.

Imagine uma garrafa fechada, mas com ar preso na mesma.

Quanto mais apertamos sua superfície, mais nos divertimos com o deslocamento do plástico. O mesmo também ocorre com os pneus.

Com o constante deslocamento de ar no interior da estrutura de borracha, durante o movimento do veículo, o motorista sente um total desconforto ao conduzir o automóvel.

A sensação é equivalente ao uso de um material de forma “ovalar” no lugar das rodas.

É como estar dirigindo sobre 4 ovos gigantes de borracha! Horrível, não é mesmo?

Contudo, a sensação de desconforto pode ser o menor dos seus problemas, visto que o constante deslocamento de ar também resulta em menos aderência. Ou seja, a combinação perfeita para o desastre.

Pneus com DOT antigo possuem garantia?

Imagine que você tenha realizado o sonho de comprar aquele carro 0/km. Porém, infelizmente os pneus do veículo estão próximos de vencer, ou já venceram. Será que é possível realizar uma troca?

A resposta para essa pergunta é SIM!

Todos os pneus comercializados possuem, sim, garantia contra defeitos de fabricação. A garantia começa a valer por 5 anos a partir da emissão da Nota Fiscal do produto.

Ou seja, caso você tenha adquirido um jogo de pneus vencidos ou um carro equipado com um conjunto fora da data de validade, a garantia cobrirá a sua troca.

Toda a orientação é dada pela Associação Nacional da Indústria Pneumáticos (ANIPsite), cuja informação é reforçada por Roberto Ayala, gerente de Engenharia e Vendas da Bridgestone, da seguinte forma:

“A garantia acompanha a data da NF, independente do ano de fabricação do pneu”.

Sendo assim, caso você se veja em uma situação semelhante, saiba que você não sairá lesado e que você, sim, tem direito à troca dos produtos.

Mas, lembre-se: você só poderá realizar a troca em um período de 5 anos após a emissão da sua Nota Fiscal.

Considerações finais

E então, gostou desse conteúdo? Esperamos que sim. Esperamos, também, tê-lo ajudado a entender como ver a validade do pneu.

Para ler mais sobre assuntos relacionados ao universo auto, acesse a página inicial do Review Auto. Até a próxima! E dirija com segurança.