vulcanização de pneus

Vulcanização de Pneus: Entenda Aqui Como Funciona

A vulcanização de pneus é uma alternativa que se mostra importante para o motorista, ajudando a evitar um gasto desnecessário em meio à crise.

Afinal, esse é um método muito aplicado nas borracharias, e serve para recuperar o pneu danificado ou com furo.

Assim, ao invés de adquirir um produto novo, é possível fazer a vulcanização da borracha e rodar no veículo com segurança.

Mas, será que vale a pena? Veremos em seguida.

O que é a vulcanização de pneus?

De uma forma simples, a vulcanização é um processo que serve para reparar o pneu do veículo, aumentando sua vida útil.

Nesse caso, esse tipo de conserto é muito comum nas borracharias e realmente consegue ser uma opção interessante para os proprietários dos veículos.

Afinal, evita que seja necessário comprar um pneu novo quando acontece algum problema, como um surgimento de um dano, seja buraco ou corte.

Dessa forma, faz-se um reparo e o veículo consegue voltar para a estrada normalmente.

Um ponto importante a se considerar é que o criador desse processo foi o norte-americano Charles Goodyear. Seu objetivo era aumentar a resistência da borracha do látex, e acabou adicionando enxofre em sua composição.

Assim, a vulcanização está presente não apenas na manutenção do produto, mas também na sua própria fabricação.

Como funciona o processo de vulcanização?

Como funciona o processo de vulcanização?
Fonte: Modelo Pneus – Bento Gonçalves, RS

Como observado, durante a fabricação dos pneus automotivos em si, a vulcanização já é um processo utilizado, e confere mais resistência ao mesmo.

No entanto, é quando se trata realmente dos reparos que o processo se torna ainda mais conhecido.

Para isso, se faz uma raspagem do lado interno e externo da área do pneu que está danificada. Assim, retira-se todos os resíduos soltos, facilitando a aderência do reforço que será colocado.

Então, se reconstrói essa parte, através da aplicação de um remendo de borracha, cola e também o vulcanite. Essa é uma substância própria do processo de vulcanização de pneus, sendo indispensável para a aplicação correta da técnica.

Feito isso, entra em ação a vulcanizadora, a máquina especial capaz de reconstruir com segurança o pneu.

Nesse caso, ela faz o seu aquecimento por cerca de uma hora, e depois o resfria por mais duas horas. Dessa forma, todo o procedimento de vulcanização dura cerca de três horas completas.

A mágica acontece justamente nesse período, sendo preciso utilizar a temperatura adequada e também o tempo ideal para que o reforço se una ao pneu.

Sem essas condições ideais, como o calor, por exemplo, os itens adicionados ao objeto acabam não grudando corretamente.

Por isso, recomendamos buscar uma borracharia que realmente ofereça um serviço adequado para a vulcanização do pneu.

Quando optar pelo processo?

O remendo de pneus não é uma atividade exclusiva através da vulcanização, havendo outras alternativas, como o chamado “macarrão”. De todo modo, sem dúvida, essa é uma das opções mais eficientes e seguras existentes no mercado.

Assim, devido às suas propriedades, o pneu vulcanizado é um importante aliado na hora de economizar uma boa grana.

Afinal, o processo custa em média de 20% a 40% do preço de um pneu novo, e o método consegue oferecer uma reutilização eficaz do produto.

Por isso, é uma opção que realmente vale a pena buscar, principalmente quando se trata de um pneu com pouco desgaste.

Isso dado que, em alguns acidentes, é possível que ele acabe furando mesmo ainda em um bom estado. Então, ao invés de optar pela troca, o processo acaba sendo uma boa solução.

Quais os benefícios de vulcanizar o pneu?

Agora que já foi possível observar melhor como funciona a vulcanização, não é tão difícil perceber seus benefícios.

Nesse caso, o principal, obviamente, é em relação à economia, já que para vulcanizar os pneus o preço é muito mais em conta.

Não à toa, esse é um método muito comum no setor de borracharia, uma vez que permite um reparo do furo do pneu – tanto do carro quanto da moto.

Fora isso, a vulcanização faz com que a borracha realmente adquira uma boa resistência. Dessa forma, em meio à crise atual, realizar essa economia pode fazer toda a diferença no final das contas.

Além do mais, outro fator que também acaba sendo um benefício importante é em relação ao meio ambiente. Afinal, a reutilização do pneu significa um descarte menor da borracha, um ativo relevante na degradação ambiental.

De todo modo, importante lembrar que a vulcanização não é uma opção a se considerar quando o pneu já está muito gasto.

Nesse caso, apenas a compra de um novo produto oferecerá toda a segurança necessária.