tipos de óleo de motor

Tipos de Óleo de Motor: Entenda Quais São e Como Atuam

Você sabe qual a diferença entre os óleos de motor? Se a resposta for negativa, não se preocupe, nós vamos explicar detalhadamente quais são os tipos de óleo de motor e quais são suas funcionalidades.

Quando vamos fazer a troca de óleo, é importante ter conhecimento sobre o que estamos colocando no nosso veículo.

Nem sempre podemos confiar no conhecimento e na opinião de terceiros, por isso, saber a diferença e as funções de cada tipo de óleo é fundamental.

Os óleos de motor têm a finalidade de fazer com que o atrito entre as peças de metal não crie resistência e não superaqueça mais que a combustão.

Além disso, atuam fazendo a limpeza de resíduos e colaborando na troca térmica, para que o motor trabalhe da forma correta.

Há diversos tipos de óleo disponíveis no mercado, então, como saber qual é o tipo de óleo ideal para o meu veículo?

Os tipos de óleo de motor

tipos de óleo de motor
Fonte: Garagem 360

Existem basicamente 3 tipos de óleo para motor, cada um com sua própria utilidade, que estão diretamente ligados ao propósito do uso do carro, seu ano de fabricação e algumas características específicas do motor.

Os tipos de óleo automotivo são:

Óleo Mineral

O óleo mineral é proveniente da primeira fase de refino do petróleo.

Pelo fato de ser mineral, possui partículas que não são homogêneas, precisando passar ainda por outro processo depois de extraído, como a inclusão de alguns aditivos para que fique adequado para a utilização nos veículos.

Ele tem um custo baixo para sua produção, o que o torna mais barato. Porém, tem uma durabilidade menor do que os outros tipos de óleos lubrificantes.

Essas características fazem dele uma escolha interessante para carros mais antigos, cuja troca de óleo precisa ser mais constante.

Outra característica desse óleo é que ele não possui a mesma habilidade de limpeza da borra. O que não é um problema, caso seja usado com a viscosidade correta.

Óleo Semi Sintético

Esse tipo de óleo é um misto de óleo mineral e sintético, sendo composto pelo menos por dez por cento de base sintética.

O óleo semi sintético é submetido a procedimentos industriais a fim de melhorar sua durabilidade e qualidade. Possui um ótimo custo-benefício em comparação ao óleo mineral e sintético.

São comumente associados a veículos como as caminhonetes, que possuem motores mais potentes, e tem sua funcionalidade melhorada com a viscosidade do óleo natural, mas que acabam tendo benefícios com a limpeza da borra pela parte sintética.

Óleo Sintético

Sua fabricação é realizada com componentes químicos mais sofisticados, provocando menos oxidação nas peças.

Outro benefício deste tipo de óleo é sua longa vida útil, que acaba compensando o fato de ser um pouco mais caro que as outras opções, pois não necessita trocar o óleo em um curto período de uso.

O óleo de motor sintético normalmente é indicado para veículos que percorrem longas distâncias constantemente, como é o caso de caminhões de carga ou automóveis que são utilizados para viagens de trabalho.

Também é indicado para veículos novos, que possuem uma mecânica mais moderna e sofisticada.

Tipos de Óleos Lubrificantes

No Brasil, o padrão de performance mais utilizado é a classificação API (Instituto Americano de Petróleo), tendo ligação com o avanço tecnológico dos óleos lubrificantes.

As classificações utilizadas nos veículos a álcool ou gasolina, são: SL, SJ, SN E SM, sendo a classificação SJ a menor e a SN a maior.

Viscosidade SAE dos Óleos Lubrificantes

A viscosidade do óleo é o indicador da sua resistência em fluir e da sua espessura. Os motores de cada carro e a temperatura ambiente requerem uma certa viscosidade do óleo para que seja capaz de fluir corretamente.

SAE é uma abreviatura em inglês que significa Sociedade de Engenheiros Automotivos, sendo responsável pelo estudo e classificação da viscosidade do óleo lubrificante para as mais diversas circunstâncias.

Na própria embalagem do óleo você consegue visualizar sua classificação SAE, que é a indicação do tipo de fluidez e espessura para determinado tipo de clima, sendo que o SAE 50 possui mais viscosidade que o 40, a título de exemplo.

Óleo Multiviscoso

Esses tipos de óleos lubrificantes alteram sua viscosidade conforme a temperatura ambiente, se adaptando ao clima quente ou frio, e garantindo o funcionamento correto do veículo.

Os óleos multiviscosos são classificados como:

  • SAE 5w30
  • SAE10w30
  • E SAE 10w40 – e assim sucessivamente

Essas classificações simbolizam que existe uma determinada viscosidade para temperaturas quentes e outra para as frias.

No exemplo 10w30, o W quer dizer inverno, significando que nessa época a viscosidade é 10 e no verão é 30.

Ou seja, nas épocas mais quentes o produto se empenha em não afinar e durante as baixas temperaturas para que não fique tão viscoso.

Óleo Monoviscoso

Os óleos monoviscosos são aqueles que não alteram o nível da sua viscosidade conforme a temperatura ambiente.

São conhecidos como óleos de inverno e óleo de verão e são classificados da seguinte forma:

  • Inverno SAE 0W, 10W, 15W, e assim sucessivamente
  • Verão: SAE 20, 30, 40 e assim sucessivamente

Qual é a melhor opção de óleo de motor para utilizar no carro?

Qual é a melhor opção de óleo de motor para utilizar no carro?
Fonte: Unidas Seminovos

Pelo fato de ter 3 opções de natureza diferentes, diversos tipos de viscosidade e classificações de API, você deve estar achando que a escolha do óleo de motor para o seu carro deve ser extremamente complicada.

Na verdade, a resposta é bem simples!

A melhor opção de óleo para o seu carro é aquela recomendada pelo fabricante, que já realizou todos os testes e simulações necessárias para determinar com exatidão qual o óleo ideal para aquele determinado veículo.

Essa informação você encontra no manual do seu automóvel.

Qual é o prazo ideal para que o óleo seja trocado?

De uma maneira geral, o prazo recomendado para realizar a troca de óleo do motor é de 5 a 10 mil km rodados.

Porém é necessário levar em consideração o tipo de óleo, pois como já vimos existem aqueles que possuem uma vida útil mais longa que outros.

Além disso, você deve se atentar se o veículo fica muito tempo parado no trânsito ou percorre distâncias curtas em um curto espaço de tempo, fatores que podem dificultar que o motor atinja sua temperatura ideal de funcionamento.

Caso fique em dúvida, consulte as informações técnicas presentes no manual do veículo ou consulte um especialista de confiança.

Se a troca do óleo não for realizada nos prazos determinados, seus atributos vão se perdendo e ele vai engrossando, fazendo com que as partes móveis do motor se movimentem com maior dificuldade e aumentando o atrito interno.

Por isso, fique atento aos prazos estabelecidos.

Se atente também para a troca do filtro de óleo, que é o encarregado de fazer a retenção das impurezas que o lubrificante extrai das peças do motor, tendo assim a mesma validade do óleo.

Onde fazer a troca de óleo do meu veículo?

Quando estiver na época de trocar o óleo de motor do seu veículo, se atente ao estabelecimento onde será feita.

Dê preferência a realizar essa troca em uma concessionária ou uma loja especializada nesse tipo de serviço.

Por fim, se for o caso, procure um posto de combustível com uma boa reputação, fazendo uma pesquisa na internet  e verificando a opinião dos outros clientes.

Conclusão

tipos de óleo de motor
Fonte: Dicas e notícias automotivas

A partir desse artigo você ficou sabendo quais são os tipos de óleo de motor, suas funções, diferenças e particularidades.

Não se esqueça de verificar qual o óleo mais adequado para o seu veículo e, principalmente, não perca o prazo da troca do óleo.

Para mais informações sobre tudo que envolve o universo dos veículos, acesse nossa área especial de artigos clicando aqui.