loader image

Quais as Partes Essenciais de um Motor? Descubra Aqui

Conhecer quais as partes essenciais de um motor é fundamental para todos aqueles que, diariamente, estão com seus veículos no trânsito.

Afinal, com esse conhecimento, ao sinal de qualquer problema que indique alguma falha no motor, será mais fácil identificar e assim as chances de ser enganado durante um possível conserto diminuem.

Além disso, mesmo que estejamos acostumados a ouvir palavras como combustão, motor e pistão, nem sempre nos damos conta de que são essas peças e processos que fazem nossos carros, de fato, conseguirem andar pelas ruas, transformando o combustível em movimento.

Por isso, vamos conhecer um pouco mais cada uma dessas partes e suas funções.

Os tipos de motores

Atualmente é possível encontrar motores de combustão interna, que utilizam combustíveis como gasolina, etanol e diesel, além de motores elétricos e híbridos, que conseguem utilizar tanto energia elétrica como combustão.

Contudo, no Brasil, a realidade da maioria dos carros ainda está resumida aos de motores de combustão interna, portanto, manteremos nosso foco nele.

Como funciona um motor de combustão interna?

Para que o motor consiga transformar o seu combustível em trabalho, ou seja, energia mecânica para movimentar o veículo, ele utiliza uma sequência de 4 etapas, sendo elas:

  • Admissão;
  • Compressão;
  • Combustão;
  • Escape.

Cada uma dessas fases ocorre por meio de peças e partes móveis do motor, que variam a pressão, se movimentam e transferem essa energia para as rodas, de maneira bastante simplificada.

Com isso em mente, vamos entender as partes que são responsáveis por realizar esse ciclo.

Conheça as principais partes do motor

Cilindro

Os cilindros são uma das peças que compõem o bloco do motor e, dentro deles, ficam o pistão e cabeçote, peças móveis responsáveis por aumentar e diminuir o volume de ar dentro do pistão conforme se movimentam, criando a câmara de combustão.

A potência dos carros é determinada por suas cilindradas, que são o resultado da soma das cilindradas (volume interno) de cada cilindro que compõe o motor.

Normalmente, os carros podem ter de 2 a 16 cilindros que podem ser colocados em linha reta, em V, em W ou círculo, o que dá o formato para o motor.

Vela de ignição

A vela de ignição é responsável por fornecer uma faísca inflamável no momento em que o cilindro está com sua pressão máxima.

Dessa forma, na interação da mistura ar/combustível com o fogo, acontece a explosão na câmara que vai movimentar o pistão, despressurizando-o.

Sendo assim, a vela de ignição é uma das partes essenciais para o funcionamento do motor.

Válvulas

No interior do motor de um carro teremos 2 tipos de válvulas, as de admissão e as de escape.

A primeira válvula é responsável por permitir a mistura de ar e combustível entrar no cilindro, para iniciar a combustão. O segundo trabalha após a explosão, fazendo com que os gases restantes desse processo sejam eliminados do motor.

Pistão: a figura central da câmara de combustão

O pistão é uma parte essencial para o funcionamento de um motor.

Ele fica dentro dos cilindros e é a sua movimentação para cima e para baixo que gera a compressão (ponto morto superior) e descompressão (ponto morto inferior) de ar.

É por meio dele que o movimento do cilindro é repassado para as cambotas e, então, para as rodas.

Por vezes, o pistão também é chamado de êmbolo.

Anéis do pistão

Os anéis do pistão têm a função de vedá-los, de maneira que permitam seu movimento e, ao mesmo tempo, impeçam que o ar/combustível saia da câmara de combustão e que o óleo lubrificante que vem do cárter para o motor seja derramado no interior do cilindro, ocorrendo a queima dele.

Dessa forma, os anéis são de extrema importância para a vedação e pleno funcionamento do seu carro.

Cabeçote

É a parte responsável por fechar a parte superior dos cilindros, onde estão as velas e as válvulas de admissão e escape.

O cabeçote também é chamado de tampa do motor.

Biela

Quando o motor de um carro está em funcionamento, o pistão fica em um movimento vertical de sobe/desce dentro do cilindro.

A biela é um dos componentes que ligam o pistão ao virabrequim, de modo que o movimento se torna circular e repetitivo e, ao mesmo tempo, leva esse movimento de rotação para as rodas.

Virabrequim

Como já explicado acima, o virabrequim é a parte que transforma o movimento vertical vindo dos pistões em um movimento circular que é transmitido para o eixo cardã do carro e que faz com que as rodas se movimentem.

Também é conhecido como árvore das manivelas.

Cárter

Quando falamos dos anéis do pistão, citamos o óleo lubrificante. Como várias partes do motor são móveis, o óleo é responsável por lubrificá-las, permitindo que realizem seus movimentos de maneira segura para o automóvel.

Sendo assim, existe um sistema de lubrificação no carro, e o cárter é a parte responsável por armazenar esse óleo quando o carro está desligado e, com sua bomba, manter o óleo circulando pelas peças quando o motor de um carro está em funcionamento.

É bastante comum que o baque do carro em lombadas ou desníveis fure o cárter e comece a vazar óleo, portanto, muitos motoristas optam por colocar um protetor do cárter, uma peça que dificulta que esses danos aconteçam.

Radiador

Como você já deve ter entendido, o motor a combustão funciona pela mistura de ar, gasolina e uma chama de fogo que explode e movimenta para cima e para baixo os pistões dentro do cilindro, e que esse movimento é repassado ao eixo.

Logo, o interior e parte externa do motor do veículo ficam quentes e precisam de um sistema de arrefecimento.

Esse sistema é responsável por distribuir água, dentro de um sistema fechado, por todo o motor, de modo a absorver o calor e auxiliar no resfriamento do mesmo.

Logo, a água do radiador é extremamente importante para evitar problemas de superaquecimento nas partes do motor de um carro.

Agora você já sabe quais as partes essenciais de um motor!

Como você pôde ver, o motor funciona como o coração de um carro, onde as válvulas, cilindros e pistões se movimentam de maneira coordenada, fazendo com que cada componente realize seu trabalho e transmita o movimento gerado pela mistura ar/combustível do interior dele, para as rodas.

Embora os motores de carros a gasolina e álcool funcionem da mesma forma, nos carros com motores diesel não há a vela de ignição, uma vez que a combustão ocorre apenas pela interação da pressão do ar e combustível nos cilindros.

Contudo, excluindo essa diferença sutil dos carros que utilizam o diesel, agora você conhece quais as partes essenciais de um motor.

Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado você. Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário abaixo ou envie um e-mail para a nossa equipe. Não esqueça de compartilhar com seus amigos nas redes sociais.

Dirija com cautela e até a próxima!